Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




calendário

Julho 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


Pesquisar

 


ATL – Foi-nos roubado sem razão

Sábado, 28.07.12

Tribunal dá razão às trabalhadoras

 

O Tribunal de Santa Maria da Feira decidiu a reintegração das funcionárias do Centro de Actividades de Tempos Livres (ATL) de Arrifana, com todos os seus direitos. Contrariando o que os responsáveis directivos afirmavam, o relatório de peritagem tornou claro que não havia prejuízos financeiros. Segundo apurámos, e apesar desta decisão, decorrem ainda neste Tribunal processos-crime envolvendo várias pessoas ligadas a este ATL.

O tribunal de Santa Maria da Feira decidiu a integração das trabalhadoras, “com todos os direitos que lhes são devidos, sem qualquer perca na sua antiguidade ou regalias”.

As três funcionárias do Centro Social e Paroquial de Arrifana foram reintegradas nos seus postos de trabalho que tinham sido obrigadas a abandonar, um despedimento colectivo, com o encerramento do Centro de Actividades de Tempos Livres (ATL), justificado na altura com a acumulação de sucessivos prejuízos da instituição.

Fonte próxima da associação de pais garantiu à nossa reportagem que, apesar desta situação poder colocar em maus lençóis o futuro da instituição devido ao valor agora a pagar às trabalhadoras, que ronda os “80 mil euros”, relativamente aos seus ordenados, o mais importante “foi o tribunal reconhecer que quem estava à frente dos destinos da instituição cometeu uma ilegalidade e que despediu pessoas sem o poder fazer”. Este responsável entende ainda que se por qualquer razão este valor a pagar às três trabalhadoras colocar em risco o futuro desta instituição, “as trabalhadoras nunca podem ser consideradas culpadas mas sim quem está na administração”, já que “apenas foi reposta a legalidade”.

80 mil euros a pagar às trabalhadoras

Pedro Filipe Soares, deputado por Aveiro na Assembleia da República, em declarações a ‘ O Regional’, referiu que não se deve insistir naqueles que “foram os preconceitos e orgulhos que levaram a esta ilegalidade, que agora foi desfeita, mas que lhes custou tantos dias e sofrimento”. E explica que tudo poderia ter sido evitado se tivesse existido “um outro tratamento e lisura por parte da administração”.
O certo é que este deputado, na altura, tinha já alertado para a injustiça e manifestado a sua incompreensão, questionando por diversas vezes o ministério da segurança social do anterior governo, acusando-o de nada ter feito para defender as funcionárias nem repor legalidade numa situação que era, em sua opinião, claramente  ilegal. Acresce que “o relatório da peritagem também foi claro, indicando que não existiam prejuízos financeiros, bem pelo contrário: o ATL era lucrativo”, ao contrário do que os responsáveis defendiam na altura.

Segundo o BE, depois de louvar a coragem, a luta e a determinação das funcionárias despedidas, reconheceu que a sentença do tribunal veio trazer ao de cima a razão das trabalhadoras, além de “demonstrar que a única preocupação da direcção do Centro Social e Paroquial de Arrifana era ver-se livre destas trabalhadoras a todo o custo, recorrendo a argumentos falaciosos, nada edificantes para uma instituição ligada à Igreja”.

A nossa reportagem apurou ainda que decorrem no Tribunal da Feira, ainda vários processos-crime, que envolvem pessoas ligadas à administração do ATL.

Fonte: O Regional

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Administração às 00:03

1 comentário

De Anónimo a 29.07.2012 às 21:29

Alguns incompetentes fecharam o ATL, contra tudo e contra todos, disseram mal dos pais que sempre tiveram razão.
Chegu o Padre Marco e deu continuidade às cagadas e basicamente deu cabo de uma fortuna. Quem paga estes erros agora? O Padre e os directores ou o Centro Social?
Estas 3 funcionárias têm a coragem de não se deixar vencer pela incompetência, parabéns e bom regresso ao trabalho que é vosso por lei, embora voi tenha sido roubado por duas vezes.
Ao que dizem há nova direcção, o que vão fazer?
Continuar a perseguir as moças ou pedir ao Panela e aos incompetentes que o ajudaram a fechar o ATL que devolvam o dinheiro que fizeram o Centro Social gastar?
Tenham vergonha, andam a destruir uma casa só porque o panela não gosta das pessoas.
Por falar nessa mente brilhante estava ele e o Tintin a lamentarem-se "se a juiza tivesse consciência", têm razão se a lei fosse aplicada até ao fim essa conversa talvez fosse atrás das grades.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds