Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




calendário

Dezembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Pesquisar

 


Arrifana sempre no impasse

Terça-feira, 20.12.11

  

 

 

Há três meses atrás, em plena Assembleia de Freguesia, o Presidente da Junta de Arrifana regozijava-se de alegria, com sorrisos nos lábios, a anunciar que finalmente o Saneamento ia arrancar com força, e com duas frentes no dia 26 de Outubro de 2011.

Mais uma vez o Presidente da Junta de Arrifana enganou os Arrifanenses.

De facto as obras arrancaram, mas foi só para calar a população, fez-se cem ou duzentos metros de Saneamento, e as máquinas encostaram às boxes! Será que isto vai ser de para arranca?

Neste andamento vai chegar primeiro um caracol à Lua do que o Saneamento a Arrifana!

É este tipo de gente que os Arrifanenses têm elegido de eleição em eleição, ao longo de três décadas. E assim os Arrifanenses vão ficando marginalizados pela Câmara da Feira, assim como foram marginalizados em relação ao Centro escolar, que já não passa de uma miragem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por kolaborador_7 às 18:57

4 comentários

De Carlos Sousa SJM a 26.12.2011 às 12:56

a reforma actual parece ser uma boa oportunidade para que a freguesia de Arrifana tome um rumo com nexo. o desenvolvimento de Arrifana só tem nexo estando com SJM ... já assim é agora para que remar contra a corrente.

[Error: Irreparable invalid markup ('<p [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

a reforma actual parece ser uma boa oportunidade para que a freguesia de Arrifana tome um rumo com nexo. o desenvolvimento de Arrifana só tem nexo estando com SJM ... já assim é agora para que remar contra a corrente.<br /> <br /> <p class="incorrect" name="incorrect" <a="">SJM nao é nenhum exemplo no que toca a gestão de recusos, mas não tenho duvidas que os serviços basicos seriam os primeiros passos a serem tomados. </p> <br /> Estamos quase em 2012 e uma freguesia, das mais urbanas que SMF tem, nao ter saneamento é um sinal de incompetencia clara quer para quem dirige os seus destinos ao nivel de concelho como da junta de freguesia.

De Anónimo a 27.12.2011 às 21:35

Oh Snr. Carlos Sousa, aceito que o Senhor queira ver Arrifana em São João da Madeira. Reconheço que a grande maioria da população Arrifanense também o desejaria. Acontece porém que face à actual Lei isso será manifestamente impossível uma vez que o novo mapa administrativo apenas prevê que as junções de freguesias se façam dentro do mesmo concelho. Como tal, Arrifana, Milheirós de Poiares e Cucujães ficarão para uma próxima oportunidade de virem eventualmente a juntarem-se a São João da Madeira. Eu, pessoalmente, defendi durante muitos anos a ligação de Arrifana a Santa Maria da Feira. Na conjuntura actual reconheço que não se justifica por um lado que Santa Maria da Feira tenha tantas freguesias adstritas e ainda menos se compreende que São João da Madeira continue só. Nada justifica isto, mas algo teria de ser feito, reconheço que é uma lei feita a régua e esquadro e todos nós sabemos que quando isso acontece, vai-se fazer muita coisa mal, mas enfim é um princípio. A verdadeira reforma administrativa tão necessária não será efectuada nos nossos tempos, porque os poderes instalados não o permitirão infelizmente, digo eu e dirão muitos, mas os "job's from the boy's" falam mais alto.

De OLima a 28.12.2011 às 15:28

Este tema é muito pertinente, pelo que vai merecer a devida referência no Ondas3 (blogspot).

De Carlos Sousa SJM a 28.12.2011 às 17:49

A actual proposta incentiva o dialogo entre juntas de freguesia e já estabeleceu algumas regras por forma servir de ponto de partida e catalisador da redução de freguesias. Mas estão a ser feitos algumas auscultações " para a fusão de concelhos veja-se o caso do grande porto e de alguns concelhos em aveiro. Aquilo que defendo é que deveria ser dada a oportunidade á população das freguesias contiguas a SJM poderem, num processo democratico, mudar de concelho ou continuar como estão. Esta reforma administrativa estabeleceu alguns pontas de partida, que em muitos casos resultara em soluções cegas, mas so assim ela ira em frente, pois ninguem quer ver a sua junta de freguesia desaparecer. No caso de SJM deveria ser criada essa excepçao, devido a ser o centro do maior polo urbano, industrial e comercial do norte do distrito, a populaçao das freguesias contiguas deveria pelo menos ter a oportunidade de num processo democratico mostrar a sua vontade.

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...