Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Pesquisar

 


Despedimentos injustos para o BE

Quinta-feira, 10.12.09

A empresa CorksRibas quer despedir trabalhadores que são activistas sindicais e políticos


A empresa CorksRibas situada em S. Paio de Oleiros Concelho de Santa Maria da Feira, desencadeou processos disciplinares a quatro trabalhadores da produção, tendo em vista o consequente despedimento com justa causa. Os processos disciplinares acontecem após a existência de uma inspecção à fábrica por parte da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT). Na inspecção em questão foram verificadas várias irregularidades em matéria de higiene e segurança.
A inspecção realizada terá azedado as relações entre a administração e os trabalhadores, nomeadamente devido a suspeitas da administração de que tenham sido os próprios trabalhadores a denunciar as ilegalidades existentes.
Os trabalhadores acusados pela empresa são activistas sindicais e políticos. Assim, parece claro consistir o presente caso numa perseguição política aos trabalhadores como represália pela inspecção que existiu, tendo estes sido escolhidos para instauração do processo disciplinar com base em critérios relativos com a sua actividade política.
Esta atitude da administração da empresa colide com os direitos constitucionais que os trabalhadores têm à sua actividade sindical e política. De igual modo, a atitude da administração parece querer legitimar ilegalidades indicadas pela ACT, revelando não valorizar a melhoria das condições de trabalho decorrentes das correcções a que a empresa foi obrigada.
O Bloco de Esquerda considera inaceitável a actuação da administração da empresa e endereçou perguntas sobre a situação ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social e à ACT
O Bloco de Esquerda considera que o Governo e a ACT têm a obrigação de defender o direito dos trabalhadores em causa, defendendo a sua plenitude da sua actividade cívica.
Face a este grave atropelo, o deputado do BE Pedro Filipe Soares questionou o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social e a Autoridade para as Condições do Trabalho.
 
Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Administração às 17:21

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds