Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




calendário

Fevereiro 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829


Pesquisar

 


Simples comparação

Sexta-feira, 15.02.08
“O que você faria se chegasse ao Jardim de Infância, e visse o seu filho/a, com a boca selada com adesivo?
Foi isso mesmo  que aconteceu em Arrifana no "Jardim do Bairro", uma ou mais crianças, com a boca selada com adesivo,  onde existe uma Educadora menos bem formada para educar crianças.
O que me faz confusão é o silêncio que existe à volta de tudo isto.
Penso que ao acontecer noutra terra já fazia eco nas televisões, mas mais uma vez em Arrifana se faz surdina a casos muito graves como são os desta natureza.”
Conclusão: os pais retiraram a queixa e o Sr. Abade rezou pela educadora….isto só em Arrifana.
Pedido de desculpa público nunca se viu, admitir que errou só perante o Sr. Abade em confissão…
Caso Insólito em Milão
“A Procuradoria de Milão abriu um processo contra uma professora de 37 anos acusada de violência por ter colocado uma fita adesiva na boca de um aluno de cinco anos, noticia a agência de notícias Ansa.
«Olha como se faz para ficar quieto», terá dito a professora, durante uma aula em Outubro de 2006, ao rapaz que frequentava o primeiro ciclo no Instituto Leone Tolstoj de Milão.
«O rapaz é imaturo e indisciplinado. Admito que errei mas fiz isso apenas para ele parar», declarou a professora ao juiz Andrea Pellegrino.Inicialmente, a acusação formulada pela promotora Stefania Carlucci era de abuso de autoridade.
A mesma promotora acabou por pedir o arquivamento do processo após ter, entre outras coisas, visto que a escola não tinha realizado nenhum procedimento disciplinar à professora a pedido dos próprios pais da criança. (Mesmo os pais “desculpando a professora, esta não se viu livre de uma acusação merecida) No entanto, o juiz Pellegrino aceitou a acusação pelo crime de violência privada agravada.” (dd)
Conclusão: Em Portugal tudo é bem diferente, o respeito pela pessoa humana não existe. É necessário educar de uma forma educada, respeitar para ser respeitado e sobretudo tolerar, afinal são crianças.
E que tal a comparação!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por kolaborador_4 às 00:13

9 comentários

De Anónimo a 15.02.2008 às 08:51

Não há comparações, estamos em Portugal e em especial em Arrifana...
Vejam o que etsá a acontecer com a avaliação dos professores, Arrifana já tem tudo organizado para os avaliar, ainda se discute mas ele já sabem tudo, ou a Guigui anda com pressa de agradar à ministra para subir na carreira e ir parar ao governo ou a avaliação deles é só no papel.

De Júlia a 15.02.2008 às 17:22

Bom fim de semana.

De anonimo a 15.02.2008 às 18:04

Este País à beira mar plantado prima muito pela originalidade em algumas questões, noutras deixa muito a desejar, se for para obras "melaganonimas" festas e comemorações e que sejam para dar nas vistas situamo-nos logo na fila da frente, para o resto e para o dia a dia e para os problemas graves que acontecem ou ignoram-se ou são branqueados. Este problema grave que surgiu em Arrifana num jardim de infancia e com pelo menos uma criança independentemente de os pais terem ou não apresentado queixa e por se tratar de um "problema" público o Ministério Publico tinha obrigação de intervir como interviu no caso do Padre de Alijó que foi sovado por desconhecidos(sem apresentação de queixa), lamentam-se os procedimentos pedagógicos quem preverica fica impune, as crianças não se podem defender enquanto houverem pessoas a quem os seus interesses estão acima de qualquer coisa não passamos disto. Dois Paises duas formas de actuar... cada cabeça sua sentença...!

De Anónimo a 16.02.2008 às 23:25

Aqui dá para ver as diferenças da comunidade Europeia, uma justiça desigual....e então quando se fala em Arrifana é de gritar bem alto.

De alijó a 18.02.2008 às 20:11

conhecendo eu o caso do padre de alijó(sanfins do douro) sei eu bem o que aconteceu, pois o caso acabou em NADA.
sr. padre andou a comer umas quantas católicas e foi retirado após apanhar dos ditos maridos que descobriram.
e acham que ele perduou? nao teve outro remédio senao fugir com o rabo entre as pernas...........pq ia levar mais.

De criancices a 19.02.2008 às 19:02

Bom, sem comentários... a foto diz tudo!

De O Inconformado. a 09.10.2008 às 23:39

Ola.
Em relação a esta senhora as coisas nao ficaram por ai. Recentemente ela voltou a fazer das delas. Esbofeteou uma criança.
Sei que fui breve, mas voltarei para contar a história e mais outras coisas que se passam , no infantário o Bairro de Arrifana.

De mae a 04.11.2008 às 10:54

ao inconformado pergunto eu se nao tem vergonha de estar a inventar calunias falsas? coloque aqui o seu nome e talvez tenha uma surpresa. pode ser processado por difamaçao.
eu fui falar com a mae do menino que diz ter levado o estalo e por isso sei que mente.

De pai a 04.11.2008 às 11:02

ESBOFETEOU???'NAO TEM VERGONHA DE ANDAR A INVENTAR COISAS FALSAS?

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...