Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




calendário

Setembro 2007

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30


Pesquisar

 


Professora com cancro derrotada por Junta Médica

Sexta-feira, 07.09.07

Ao ler o Diário de Aveiro, deparei-me com esta notícia que passo a transcrever na íntegra e que aconselho todos a lerem. São estes pequenos/grandes casos que nos fazem reflectir bem sobre o nosso país:

 

"Há cerca de dez anos que a professora Maria da Conceição Marques, de 49 anos, tem lutado e vencido os cancros. Por isso, a sua maior angústia é ser vencida por uma Junta Médica que a deu apta para trabalhar e a mandou apresentar-se na EB1 da Regedoura, em Válega, Ovar, no próximo dia 20


Vítima de cancro da mama, útero e língua, esta docente, de 49 anos, 29 dos quais ligados ao ensino, está «extremamente cansada, angustiada e com muito medo de regressar à escola e poder aterrorizar os alunos». Este cancro na língua é pior do que os outros, porque lhe provoca lesões frequentes, com derrames abundantes de sangue. «Imagino-me numa sala de aulas, a começar a sangrar em frente aos alunos, ou então deixar de conseguir falar, como já aconteceu. Vai ser um terror para as crianças», desabafa.
Maria da Conceição Marques recorda quando tudo começou, há 10 anos, com um cancro da mama e, alguns meses depois, um no útero. Apesar dos tratamentos dolorosos, nunca faltou às aulas e quando teve de ser submetida a intervenções cirúrgicas escolhia os períodos de férias. Nessa altura, os dois cancros eram diferentes deste último e «os alunos deram-me uma força imensa». A situação, agora, é outra. «Este cancro, na língua, afectou-me a boca», conta.
Em 2 de Agosto do ano passado, uma Junta Médica deu-lhe a incapacidade. No entanto, a decisão viria a ser alterada, em Janeiro, por um responsável que numa lacónica justificação escreveu: «Altero a decisão da junta, (porque) claramente houve um engano no preenchimento dos autos». Maria da Conceição Marques pediu uma revisão da decisão, mas tudo o que conseguiu foi uma nova Junta Médica em que apenas teve tempo para entregar os relatórios médicos que possuía.

Vencer o cancro, mas não as juntas

«Tenho conseguido vencer os cancros que me vão aparecendo, mas não consigo vencer as juntas médicas», diz, angustiada, Maria da Conceição Marques.
Recorda que «sempre fui uma pessoa alegre, mas já me começo a sentir cansada e apetece-me desistir, mas não o vou fazer, apesar de ter medo do que esta gente me vai fazer». «Querem vencer-me pelo cansaço, mas enquanto tiver forças vou lutar», garante.
A docente «gostava de estar cara a cara com o Primeiro-Ministro, José Sócrates, para lhe perguntar «o que ele já teria feito se isto se passasse com a mãe dele». «Eu também sou mãe de alguém…», desabafa.
A única certeza que tem neste momento é que vai continuar a lutar contra o cancro e contra o Estado português, no tribunal, se for necessário." in Diário de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por kolaborador_4 às 19:46

6 comentários

De Anónimo a 07.09.2007 às 21:40

Esta situação é critica, mas acredito que não é o primeiro ministro o culpado destas coisas. Pois eu penso que é alguma gente que por vezes, quer denegrir a imagem dos governantes, e assim vão espalhando o pânico pelas populações. Isto não passa de politiquices de merda , neste país que sempre assim foi e infelizmente irá continuar a ser. Aqui não há sensibilidade humana, e penso que ao contrário desta senhora existem outros que são dados como incapazes para o trabalho, e que gozam de grande saúde...mas meus caros amigos/as é o que se passa na realidade.

De Anónimo a 07.09.2007 às 21:55

Pois é, mas não vamos viver em função das injustiças. Quanto a mim as coisas deveriam funcionar com maior seriedade, dessa forma não se vinha dizer que uns gozam de saúde e têm baixa médica e outros como este caso, deveriam ter todo o apoio do estado e acontece que a enviam ao trabalho, independentemente do resto.
Ter cancro não me parece que seja uma gripe com 40 de febre, mas infelizmente generaliza-se tudo.
Portugal é um país de gentinha sem responsabibilidades, este é um caso isolado e é dele que falamos, por isso continuo a achar que Portugal não cresce mesmo.

De Júlia a 08.09.2007 às 15:41

É sempre triste o conhecimento destes casos. As pessoas que integram as juntas médicas não têm emenda. Era importante começar a saber o nome deles, em vez dessa entidade abstracta. São eles que decidem e têm que justificar as suas decisões. E é a eles que temos de pedir contas. Se agem por ordem de alguém, então seria bom que o dissessem claramente.
Um bom fim de semana

De Anónimo a 09.09.2007 às 21:34

O problema está sempre em não haver responsáveis.

De feirense a 10.09.2007 às 16:27

Este tipo de situações é de lamentar, mas infelizmente acontecem. Espera-se uma resolução positiva para esta professora, bem o merece, já não basta a doença, ainda problemas com a´junta médica, é um pouco demais.

De Charizard a 11.09.2007 às 22:55

Meus caros,
Eu acho que isto não é mais nem menos que uma estratégia, generalizada na função pública, orquestrada pelo governo e que visa fundamentalmente coagir e fazer vacilar os trabalhadores nas mais diversas áreas de actividade, na luta pelos seus mais legítimos interesses.

Claro está, que por vezes se chega a extremos, mas a verdade é que as estatísticas apontam claramente para uma diminuição das aposentações por invalidez.

As juntas médicas mais não fazem do que trabalhar para números em função dos objectivos que lhes são exigidos superiormente.

Ora, eu penso que devemos estar todos muito atentos, às manobras que se vão desfiando por parte deste governo, no sentido de atacar os trabalhadores por conta de outrem, seja na função pública, seja no sector privado, com o embuste da flexigurança.

Até parece que não são estes trabalhadores os que mais contribuem para a receita fiscal deste país.

Comentar post



Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...