Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Dezembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


Pesquisar

 


Feliz Natal 2013

Quarta-feira, 25.12.13

O kaska&deskaska vem desejar a todos e em especial aos Arrifanenses um FELIZ NATAL junto daqueles que lhe são mais queridos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Bloco quer garantias de que o Cineclube da Feira não deixará de programar

Quarta-feira, 18.12.13

O Cineclube da Feira tem, desde há muito a esta parte, alertado para o perigo de suspender a sua programação regular. Na base deste problema está o facto de a Biblioteca Municipal não estar equipada com um projetor digital e o facto de a esmagadora maioria dos filmes circularem hoje em formato digital.

 

A consequência imediata é que o Cineclube interromperá as suas sessões regulares até abril de 2014. Sem o projetor digital prevê-se que o cenário seja pior, levando mesmo ao fim da programação regular de cinema.

 

O Bloco de Esquerda lembra que a cultura não deve ser marcada apenas por epifenómenos ou eventos de duração de uma semana. A cultura, deve sim, criar uma programação que disponibilize oferta cultural regular, que crie público e hábitos. Desse ponto de vista, o Cineclube tem tido um trabalho ímpar no concelho de Santa Maria da Feira, sendo, inclusivamente, o garante da oferta de cinema para uma parte considerável da região.

 

O Bloco de Esquerda lembra ainda que no ano passado a Assembleia Municipal de Santa Maria da Feira aprovou, por unanimidade e por proposta do Bloco, um voto de louvor ao Festival de Cinema Luso-Brasileiro e ao trabalho desenvolvido pelo CineClube da Feira.

 

Ora, aqueles que reconheceram a importância do trabalho do Cineclube não podem agora ser os mesmos que lhe ditam o fim por se negarem a encontrar uma solução de aquisição de um projetor digital.

 

Assim, o Bloco de Esquerda proporá, na próxima Assembleia Municipal, que se proceda à aquisição urgente de um projetor digital, para equipar uma estrutura municipal que é a Biblioteca.

 

Sabemos ainda que este é um bom momento para proceder à aquisição deste equipamento, uma vez que o seu preço no mercado baixou drasticamente nos últimos tempos, estando hoje a quase metade do valor.

 

Acreditamos que essa aquisição se justifica porque permitirá continuar a programação regular e continuada de cinema no concelho, assim como a continuação de um trabalho que se complementa com o festival de cinema luso-brasileiro.

 

Recusar esta solução será impensável e indefensável para um Executivo que tanto enche a boca com a Cultura e que agora tem até um pelouro autónomo para esta área. Será ainda incompreensível quando se sabe que canaliza para a Feira Viva, em apoios diretos e indiretos, milhões de euros anualmente. Será que de entre tanto dinheiro não há lugar à aquisição de um simples projetor para garantir a programação de cinema, semanalmente, no concelho?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 22:38

Não se deve deixar uma freguesia ao abandono!

Segunda-feira, 09.12.13

Exmo. Senhor presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, antes de mais quero felicitá-lo por ter sido eleito para liderar os destinos de um Município tão grande como é o nosso. De seguida quero também regozijar-me por ter tido a presença de Vossa Excelência no meu Estabelecimento a quando da campanha eleitoral do último Mês de Setembro. Penso que Vossa Excelência, se deve ter apercebido do mau estado da Rua Afonso Albuquerque, junto ao Jardim de Infância de Manhouce, aqui na nossa Vila de Arrifana. Estou a dirigir-me a vossa Excelência porque infelizmente ainda não temos executivo local, e só me resta proceder desta forma, já que agendar uma audiência com Vossa Excelência me parece difícil. O assunto que aqui trago é o seguinte: Há cerca de um ano a brigada de trabalhos que executava as obras de saneamento básico nesta artéria, decidiu cancelar os trabalhos pelo motivo de ser um local pantanoso e a abundância de água dificultar os trabalhos. Achei bem que o fizessem, para que o serviço ficasse bem feito. No entanto o que me faz espantar é isto ter acontecido no Inverno passado e estando quase a entrar um novo inverno sem que a situação tenha sido resolvida. Será que estão à espera que as águas voltem? Para de seguida se desculparem que não podem trabalhar por impedimento da água? Senhor Presidente, para mostrar que vai ser diferente no tratamento que vai dar a Arrifana seria de louvar uma outra atenção sobre este assunto. É visível o estado desta rua que se encontra intransitável, sendo que as pessoas que circulam em veículos motorizados têm de se encostar a um dos lados da via, fugindo da sua mão, sujeitos a originar um acidente uma vez que aqui circulam peões (adultos e crianças) devido à proximidade de um Jardim de Infância. Também me causa alguma estranheza a não conclusão deste pequeno troço, que não são mais do que quarenta metros e torna impossível muitos moradores se ligarem à rede pública de saneamento, uma vez que já estão servidos do referido ramal de acesso. Se este pequeno episódio fosse resolvido, seria bom para a comunidade local, assim como para a Câmara Municipal. Espero com isto não ser mal interpretado, isto é um serviço de utilidade pública, e como não podia deixar de ser também quero alertar para o problema da rua que liga Arrifana a Escapães, mais propriamente no lugar das Laceiras que se encontra cortada ao trânsito há cerca de um ano ou mais. Isto faz lembrar uma filha abandonada pelos próprios pais, é o que está a acontecer com Arrifana. Os Arrifanenses merecem um trato diferente por parte dessa Câmara.

 

Zulmiro Familiar,

Arrifana

CF

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 18:59

BE quer esclarecimentos do MAI sobre Esquadra da PSP de Santa Maria da Feira

Segunda-feira, 09.12.13

O Bloco de Esquerda tomou conhecimento da intenção de mudança de instalações da Esquadra da PSP de Santa Maria da Feira. Aliás, segundo a imprensa local, a própria Câmara Municipal ter-se-ia empenhado neste processo, com a intenção do novo destino ser um espaço na Escola Fernando Pessoa, que em breve vai ficar vazio.

No entanto, segundo informações apuradas pelo Bloco de Esquerda, teve uma alteração de fundo, estando agora a ser preparada a mudança para um espaço pertencente a um privado na zona industrial do Roligo, em Espargo. Curiosamente, para o mesmo local onde esteve situada num passado recente a empresa municipal Feira Viva. De acordo com essas informações, o Ministério da Administração Interna já terá chegado a acordo com o proprietário do espaço, faltando, apenas, a formalização do contrato para a cedência do espaço por 15 anos.

O Bloco de Esquerda estranha esta informação que, a ser verdadeira, carece de justificação. Como se perceberá que se recorra aos privados quando quer o estado, quer a autarquia têm edifícios desocupados no concelho de Santa Maria da Feira? Como se explicará esta escolha que sairá mais cara para as contas públicas?

Face as dúvidas existentes, o deputado do BE Pedro Filipe Soares pediu hoje mesmo esclarecimentos ao Ministro da Administração Interna ler aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 16:58

BE propõe a criação de um horto municipal

Terça-feira, 03.12.13

Com o objetivo de reduzir substancialmente os custos e potenciar a produção própria, o BE propõe a criação de um horto municipal devidamente equipado (a autarquia tem terrenos disponíveis), que irá abastecer, todos os espaços verdes do Concelho de Santa Maria da Feira, alargando assim a oferta em quantidade e em qualidade das espécies de plantas e árvores usadas na execução de novas áreas ajardinadas e na renovação das já existentes.

A criação de hortos municipais é uma prática cada vez mais recorrente em vários municípios, com o objetivo claro de reduzir de custos e rentabilizar recursos.

O BE relembra, que a Câmara Municipal recorre sistematicamente a hortos privados para a manutenção das zonas verdes que estão sobre a sua tutela, desbaratando assim recursos financeiros que tanta falta fazem nos tempos que vivemos, muitas vezes sem haver um critério que seja pressentível.

A empresa municipal Feira Viva, que gere as piscinas do concelho, todos os dias “despeja” para a rede de saneamento milhares de litros de água, que podem muito bem ser aproveitados para o horto municipal. Ou será que a água que é cara para os munícipes, não custa dinheiro à empresa Feira Viva?

Para o BE este equipamento, não só auxiliará o abastecimento as áreas ajardinadas, como poderá servir de área lúdica para a interação com a população.

O horto deve estar aberto à população com o objetivo de consolidar conceitos de Biodiversidade e gerar afetividade pelas plantas como Ser Vivo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds