Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Pesquisar

 


Arrifana merece mais

Quinta-feira, 31.10.13

No dia 29 de Setembro realizaram-se as eleições autárquicas em todo o País e em Arrifana Delfim Silva pelo PSD foi o mais votado com 907 votos, mais 52 votos que o 2º classificado Rui Ferreira pelo PS e já distante do 3º mais votado Alcino Monteiro pelo PND com 308 votos. Existiram 7 listas a concorrer para a Assembleia de Freguesia e 5 delas elegeram membros para a Assembleia não tendo obviamente havido maioria absoluta. O candidato mais votado é automaticamente Presidente da Junta e a eleição dos restantes 4 membros da Junta acontece por votação em Assembleia de Freguesia.

 

Por todo o País aconteceram muitos casos em que não houve maioria absoluta e quer PSD, quer PS, assim como outros partidos, ou se abstiveram ou votaram a favor da tomada de posse da Junta ou pediram para sem incluídos membros de outros partidos para votarem a favor.

No dia 22 de Outubro realizou-se a tomada de posse dos 13 membros eleitos para a Assembleia de Freguesia (5 do PSD, 5 do PS, 1 PND, 1 UPA e 1 CDS), Delfim Silva foi empossado Presidente da Junta e colocou à votação os 4 nomes do PSD para completarem a Junta sendo estes rejeitados pelos membros da oposição. A Assembleia foi interrompida durante uma semana para se chegar a um consenso. Delfim Silva contactou todas as listas e prometeu incluir propostas de todos nos orçamentos, realizar uma auditoria às contas da Junta com a supervisão de todos os partidos e disse ainda que se fosse preciso dava 2 lugares na Junta ao PS ou a outros partidos e o PSD também votaria a favor de membros de outros partidos na presidência da Assembleia de Freguesia.

Perante uma sala cheia de Arrifanenses, a Assembleia foi retomada no dia 29 de Outubro e Delfim Silva propôs para votação 2 lugares na Junta para o PS e o próprio PS votou contra. Foi proposta uma lista com João Pinheiro da UPA e Rui Ferreira do PS e os próprios votaram contra. Foi proposta outra lista com Alcino Monteiro do PND e António Belo do CDS e os próprios votaram contra. Ao todo foram votadas 8 listas para a Junta e só o PSD votou a favor com todos os outros 8 elementos da Assembleia a votarem contra, com um ou outro voto nulo pelo meio.

Os Arrifanenses assistiram com expectativa às votações e no final estavam incrédulos com a atitude infantil dos membros da oposição por preferirem colocar os seus interesses pessoais à frente de Arrifana.

Arrifana arrisca-se a ser a única freguesia do País sem Junta. Isto implica que, durante meio ano (até novas eleições), não vai existir Orçamento e não pode negociar obras com a nova Câmara ao contrário do que acontece com as outras freguesias. Assim, não poderão ser satisfeitas as necessidades dos Arrifanenses, não poderão ser organizados eventos ou estimulado o apoio social aos mais desfavorecidos,. Vai ser meio ano parado no tempo caso não haja um consenso. Os membros da oposição podiam ter-se ainda demitido para forçar eleições e não o fizeram (pelo menos à data que escrevo) e Arrifana está à beira do precipício por 8 pessoas não respeitarem a vontade democrática dos Arrifanenses.

Saliento ainda que Delfim Silva e a sua lista do PSD fizeram uma campanha limpa sem ataques pessoais. Por não terem tido maioria absoluta, preferiram não festejar a vitória e logo nos dias a seguir reuniram com todas as outras forças que elegeram membros para a Assembleia, mas parece que não basta ser humilde para convencer Rui Ferreira, António Belo e João Pinheiro. É ainda de salientar a incompatibilidade entre membros da oposição que referiram não querer ir para a Junta se outros membros também fossem. De facto a Junta não é um infantário, mas parece que há quem tenha de crescer em maturidade.

Em conversas com membros de outras listas, eles têm referido que não compreendem a postura dos seus líderes e que não se revêem em tal comportamento.

Escrevo este texto porque apesar de uma centena de Arrifanenses terem estado a assistir à tomada de posse, existem vários milhares que vão ser chamados a votar sem saber o porquê dado que votaram há poucos dias.

A não ser que entretanto o Governo force os elementos da oposição a um acordo, Arrifana vai ter eleições de novo e será que vai haver uma maioria absoluta? Será que vamos ter os mesmos candidatos? Por exemplo, as concelhias de PS e CDS tentaram ajudar a um consenso mas esbarraram na teimosia de Rui Ferreira e António Belo. Provavelmente, os Arrifanenses vão ficar em casa e dar um cartão vermelho a tanta incompetência e falta de seriedade. Convém lembrar que houve mais abstenção nas eleições de 29 de Setembro com 7 listas a concorrer do que em 2009 com 5 listas.

Arrifana merece mais!

José Manuel Oliveira

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 22:04

Arrifana sem fumo branco

Quarta-feira, 23.10.13
[Foto blog Arrifana]
Foi assim que se pensou antes do dia D

"Esta 3ª feira (22 de Outubro) vai decorrer a tomada de posse da nova Junta de Freguesia de Arrifana pelas 21 horas no salão da Junta. O vencedor das eleições foi Delfim Silva e a primeira Assembleia de Freguesia da nova legislatura vai servir para a eleição dos restantes 4 membros da Junta de Freguesia, assim como a eleição da Mesa da Assembleia. A lista do PSD venceu com 907 votos e teve mais 52 votos que a lista segunda classificada do PS. Os 13 elementos da Assembleia estão distribuídos 5 para o PSD, 5 para o PS, 1 para o PND, 1 para a UPA e 1 para o CDS. Além dos membros do PSD, resta saber como votarão os restantes membros. Será que vão viabilizar o executivo através da exigência das suas propostas no orçamento, assim como a auditoria e quem sabe lugares na Mesa da Assembleia ou mesmo na Junta? Ou será que se vão opôr à vontade dos Arrifanenses, votando contra a tomada de posse da lista de Delfim Silva e exigir que o Estado gaste dinheiro noutro acto eleitoral que até pode dar mais votos à equipa de Delfim Silva?
Consta-se que o elemento que recebe mais preces à data é António Belo e que Alcino Monteiro será a pessoa mais disponível para ajudar na solução.
Depois do 13 de Outubro em Fátima, segue-se o 22 de Outubro em Arrifana." In Blog de Arrifana

Pois é. Arrifana não laçou fumo branco, nem o Belo conseguiu ser Nossa Senhora de Fátima. A verdade é que a Assembleia acabou mal começou. Tal como o próprio blog de Arrifana, 100% PSD, afirma parece que vai ser necessário gastar o tal dinheiro noutro acto eleitoral. Aguardemos pela próxima Assembleia, marcada para a próxima 3ª feira às 21h.

Tanta preocupação com os gastos num acto eleitoral e pouca preocupação em explicar aos arrifanenses o porquê de tudo isto estar a acontecer. Não será necessário maior preocupação em saber o que foi feito ao dinheiro de mais de 20 anos? Começo a achar que se está difícil formar "governo" em Arrifana é porque há muito a esconder.
Aceitam-se informações e esclarecimentos aos arrifanenses.

Proposta do Kaska: Membros da Junta - PSD, PS, CDS
                           Mesa da Assembleia - PND, UPA, PSD

Aceitam-se propostas para ajudar o Sr. Presidente da Junta de Arrifana

Autoria e outros dados (tags, etc)

Direito de resposta - UPA

Segunda-feira, 21.10.13

GRUPO DE CIDADÃOS ELEITORES

UPA - Unidos Por Arrifana
Rua Afonso de Albuquerque 928 /930 3700-403 Arrifana VFR
Ao Jornal Terras da Feira
Assunto: Direito de Resposta
O grupo de Cidadãos UPA – Unidos por Arrifana, triste pelos acontecimentos ocorridos no último ato eleitoral autárquico na Vila de Arrifana, que nada dignificam esta vila, vem lamentar as afirmações de Delfim Silva na última edição do Jornal Terras da Feira e a sua tentativa de tentar distorcer o conteúdo da reunião realizada no dia 4 de outubro, pelas 19h00, em Santa Maria da Feira, onde estiveram presentes 5 elementos do grupo de cidadãos e 4 elementos da lista do PSD. Delfim Silva, ao afirmar que o Grupo de Cidadãos UPA disse que inviabilizaria tudo e que está a ter posição contrária ao que afirmou em campanha eleitoral, está a faltar à verdade.
Na referida reunião, ao grupo de cidadãos foram apresentados três pontos:

primeiro: Foi dirigido um convite ao cidadão eleito pela UPA para, conjuntamente com elementos representantes de todos os partidos, integrar a equipa de acompanhamento a uma nova auditoria interna às contas, que o PSD pretendia propor visto a auditoria oficial aprovada por unanimidade em assembleia de freguesia, segundo Delfim Silva, estar parada, totalmente parada;

segundo: Que com este PSD Arrifana os orçamentos que viessem a ser apresentados seriam participativos pois teriam à mesa todos os partidos que concorreram às eleições;

terceiro: A pretensão do PSD Arrifana de não querer entrar em negociações com quem quer que seja por fazer questão de apresentar um executivo monocolor, querendo assim saber se o grupo de cidadãos viabilizaria ou não esse executivo. Entrar em negociações com A, B, C ou D, estava totalmente fora de hipótese, pois as negociações seriam em sede de orçamento!
Posto isto desta forma, foram fechadas todas as portas ao diálogo e eventuais negociações!
GRUPO DE CIDADÃOS ELEITORES
UPA - Unidos Por Arrifana
Rua Afonso de Albuquerque 928 /930 3700-403 Arrifana VFR

Perante a situação, a UPA deu a seguinte resposta que entendeu por conveniente à situação criada, por escrito para evitar equívocos:
“Ouvidas as três propostas e depois de refletidas por parte do Grupo UPA, informamos V. Ex.a do seguinte:
No que diz respeito à auditoria, entende o nosso grupo que a mesma deverá ser realizada por uma entidade oficial que legitime os dados que se vierem a apurar.
Em relação ao orçamento “participativo”, de outra forma não poderia ser pois essa obrigação em última análise enquadra-se na Lei sobre o “Estatuto da Oposição”.
Por último não estamos recetivos a validar a vossa proposta em relação à constituição do executivo.”
Na mesma reunião, o grupo fez ainda questão de recordar que os votos conseguidos pelo PSD representam apenas 16% do eleitorado, mas a prepotência a que o PSD de Arrifana está habituado, deixa os seus intérpretes, por vezes, com alguma falta de lucidez!
O tempo, por vezes, é bom conselheiro e vai demonstrar a Delfim Silva e à sua equipa que a humildade democrática e o respeito para com os cidadãos que possam ter opiniões diferentes, é muito mais salutar que proferir frases sem sustentação.
Desafiamos o PSD a divulgar, se assim o entender, o restante conteúdo desse encontro e assim todos ficaríamos melhor esclarecidos.
O grupo UPA está, sempre esteve e estará aberto ao diálogo, haja é capacidade para lançar as bases de forma correta, humilde e cordial.

Arrifana, 18 de outubro de 2013
O Grupo de Cidadãos Unidos por Arrifana 

in (UPA)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Oposição a deixar PSD furioso

Sexta-feira, 18.10.13
Quem conseguirá governar Arrifana?

Arrifana tem sido mote para muitas "discussões". Desde encontros mediáticos entre forças partidárias a disputas no jornal tudo parece começar a aquecer antes da tal Tomada de Posse sem posse nenhuma, já no próximo dia 22 de outubro.

Dizem as más línguas que vagueiam por aí que o "Delfim fim" convidou todas as forças políticas para chegarem a um acordo com desacordo. Pelo que falam, os encontros foram à porta fechada e individuais. E secretismo em Arrifana sempre foi de eficiência.
Num desses encontros lá entrou o "Alcinito" que parece não estar convencido de só ter subido uma cadeira e anda a pensar, pensar o que há-de fazer à sua vida, se empreitar casas se roer cordas. Nada se sabe mas suspeita-se que ele aguarda pela opinião da equipa. Será que o homrm da UPA vai deixar o povo ficar mal?
Pois é as reuniões continuaram e lá foram os xuxinhas e o Belo com seu charme ouvir as mesmas propostas...as tais secretas que toda a gente sabe. É claro que o PSD quer governar sozinho com a oposição a fazer de conta que existe. saiu o velho entrou o novo com a promessa de continuar a geração da desgraça.
Mas a UPA também foi à reunião. Lá foram os independentes todos pendentes ouvir o Delfim. Parece, pelo que dizem as más línguas da terra que nem a UPA se descoseu. Ora ora Arrifana desgovernada.
Fica agora a dúvida e depois de ler o Terrinhas da Feira ai que dúvida.
O "Delfim fim" vai ficar mais fanhoso que nunca, vai virar gago quando descobrir que nenhum dos partidos vai roer a corda.
Para quem ainda não leu o terrinhas deixo a sugestão para leitura de sanita, já que isto mais parece necessidade de uso de papel higiénico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 09:05

Aveiro reduz Repartições de Finanças

Quarta-feira, 09.10.13
Encerramento de varias repartições de finanças no distrito de Aveiro

As notícias sobre encerramentos de repartições de finanças por todo o país. Primeiro foi o Sindicato dos Trabalhadores de Impostos, que anunciou o encerramento de 50% das repartições, com base na interpretação de uma circular interna à Autoridade Tributária. Agora, a informação aparece novamente referida por Marques Mendes, comentador político que, muitas vezes, parece ser o porta-voz sombra do governo.

O Bloco de Esquerda tem acompanhado com preocupação esta intenção do Governo. Por isso mesmo, realizou já várias perguntas ao governo sobre esta matéria sem que tenha existido qualquer resposta. O silêncio assume-se cada vez mais comprometedor para o Governo, até porque pareceu existir uma gestão da informação de forma a não prejudicar os partidos da maioria nas eleições autárquicas.

O encerramento de repartições de finanças é mais uma escolha do Governo que será um ataque aos cidadãos e aos serviços de proximidade ao dispor das populações. Como é antecipável, obrigará os cidadãos a maiores deslocações e resultará na saturação das repartições remanescentes. Tendo impactos em todo o país, esta decisão terá consequências redobradas nos concelhos do interior, com menor mobilidade, e naqueles cujas populações sejam mais idosas, dado que são quem principalmente recorre presencialmente às repartições. Por outro lado, será negativo até para o comércio que circunda as repartições que beneficia da afluência dos cidadãos a estes serviços.

Sendo certo que ao longo dos últimos anos a desmaterialização de processos levou a uma alteração da relação dos cidadãos com os serviços de finanças, não é menos verdade que as repartições continuam a ser uma espaço preferencial para a relação entre os cidadãos e a Autoridade Tributária. Aliás, como foi possível verificar recentemente, a redução do número de funcionários nas repartições resultou até na saturação dos serviços. Se assim é antes do Governo proceder a estes encerramentos, o que se seguirá será muito pior.

O Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos compilou a previsão de encerramentos por todo o país. Assim, a informação existente dá conta da possível intenção de fecho, em cada distrito/região, das repartições seguintes:

- Açores (Angra do Heroísmo): Calheta, Stª Cruz Graciosa e Velas;

- Açores (Horta): Corvo, Lajes do Pico, Lajes das Flores, S. Roque do Pico, Santa Cruz das Flores;

- Açores (Ponta Delgada): Lagoa, Nordeste, Povoação, Vila do Porto, Vila Franca do Campo;

Aveiro: Albergaria-a-Velha, Arouca, Castelo de Paiva, Mealhada, Murtosa, Sever do Vouga, Santa Maria da Feira 3, Santa Maria da Feira 4;

- Beja: Aljustrel, Almodôvar, Alvito, Barrancos, Castro Verde, Cuba, Ferreira do Alentejo, Mértola, Moura, Ourique, Serpa, Vidigueira;

- Braga: Cabeceira / Celorico de Basto, Terras do Bouro, Vieira do Minho, Vizela;

- Bragança: Alfândega da Fé, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Macedo de Cavaleiros, Mirando do Douro, Mogadouro, Torre de Moncorvo, Vimioso, Vinhais;

- Castelo Branco: Belmonte, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova, Vila de Rei, Vila Velha do Ródão;

- Coimbra: Arganil, Condeixa-a-Nova, Góis, Mira, Miranda do Corvo, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela;

- Évora: Alandroal, Arraiolos, Borba, Mora, Mourão, Portel, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Vila Viçosa, Vendas Novas, Viana do Alentejo;

- Faro: Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Monchique, São Brás de Alportel, Vila do Bispo;

- Guarda: Aguiar da Beira, Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Manteigas, Meda, Pinhel, Trancoso, Vila Nova de Foz Côa;

- Leiria: Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande;

- Lisboa: Arruda dos Vinhos, Azambuja, Cadaval, Sobral de Monte Agraço;

- Portalegre: Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo de Vide, Crato, Fronteira, Gavião, Marvão, Monforte, Nisa, Sousel;

- Porto: Baião, Matosinhos 1 e 2 (fusão), Valongo 1 e 2 (fusão);

- Santarém: Alpiarça, Chamusca, Constância, Coruche, Ferreira do Zêzere, Golegã, Mação, Rio Maior, Sardoal;

- Setúbal: Alcochete, Almada 1 (fusão), Grândola, Sines;

- Viana do Castelo: Caminha, Melgaço, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Valença;

- Vila Real: Alijó, Boticas, Mesão Frio, Mondim de Basto, Montalegre, Murça, Ribeira de Pena, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, Vila Pouca de Aguiar;

- Viseu: Armamar, Carregal do Sal, Castro Daire, Cinfães, Mortágua, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do Castelo, Penedono, Resende, São João da Pesqueira, Sátão, Sernancelhe, Santa Comba Dão, Tabuaço, Tarouca, Vila Nova de Paiva.

Como se compreende, se o Governo levar por diante este plano, terá impactos enormes junto das populações. O Bloco de Esquerda rejeita este caminho e requer do Governo as explicações necessárias e o fim do silêncio a que tem estado remetido.

 

O deputado Pedro Filipe Soares questionou o Ministério das Finanças. Ler aqui as perguntas

 

Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 12:51

Eleições em Arrifana a dar que falar

Quarta-feira, 09.10.13
"O acto eleitoral em Arrifana, que aconteceu no passado dia 29 de Setembro, aquando das eleições autárquicas no país, está a ser posto em causa. Segundo o candidato do PS à liderança da freguesia, Rui Ferreira, os socialistas constataram, no próprio dia das eleições, a falta de dois boletins de voto na Mesa 2, fazendo de imediato uma reclamação. “Não houve pedido de impugnação, houve uma reclamação na Mesa 2 por terem desaparecido dois boletins de voto. Posteriormente o caso foi averiguado pela Assembleia de Apuramento Geral [APG] que confirmou efectivamente a falta desses dois boletins” – diz Rui Ferreira. In Correio da Feira

Para além de tudo isto ainda desaparece a ata da mesa - 1.
Caso para dizer que Arrifana sofre de atos de magia negra.
leia a ata da assembleia geral aqui publicado por Rui Ferreira - PS

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 08:54


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds