Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Twitter


calendário

Setembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930


Pesquisar

 


Rui Ferreira fala aos arrifanenses

Sexta-feira, 20.09.13

 

Quando aceitei o desafio de me propor a sufrágio por todos os Arrifanenses nestas eleições autárquicas para Presidente de Junta de Freguesia de Arrifana, fi-lo por: amor, por dedicação, por ter recebido tanto apoio e manifestações de carinho e motivação dos mais diversos quadrantes sociais, culturais, religiosos, desportivos e associativos da nossa terra.

 

Aceitei porque sou de Arrifana. Aqui nasci, aqui fui criado com todo o amor e carinho pelos meus pais e pelos que me rodeiam, e por alguns que muito prezo e já partiram deste mundo. Aqui andei na escola, fui baptizado, andei na catequese, fiz amigos e daqui saí para tirar o meu Curso na Universidade e, aqui regressei para trabalhar. Aqui tenho amigos, colaboro com associações locais, aqui convivo, aqui faço política.

E escrevo, precisamente, para falar em fazer política.

Porque fazer política é ser ativo, é trabalhar, é ser honesto, é querer ajudar, querer fazer alguma mais por esta terra que parou no tempo; por esta terra onde não há um jardim bem tratado onde as pessoas possam descansar ou conviver; esta terra em que os feirantes desaparecem a pouco e pouco porque não lhes são dadas condições devidas; esta terra onde a Feira das Coletividades vai perdendo expressão por falta de animação cultural; esta terra onde um quiosque da biblioteca apodrece a olhos vistos no centro da  Vila sem livros e sem cultura; esta terra que esquece as suas tradições ou que não dá o devido valor à sua História; esta terra onde a zona industrial é um mato de silvas e ervas daninhas, esta terra de estradas esburacadas ou falta de sinalização rodoviária que originam acidentes; esta terra que tem uma junta completamente empenhada de dívida e de dificuldades; esta terra que não existe um único parque infantil onde as crianças e seus familiares possam disfrutar da alegria de as ver brincar!

Esta terra de Arrifana tem TUDO para ser uma terra onde seja bom viver. Mas a má gestão e falta de transparência das contas da Junta, gerida anos a fio pelo PSD, fez com que, a pouco e pouco, fosse definhando e perdendo expressão e força reivindicativa.

E é para voltar a colocar Arrifana no lugar onde ela merece estar que me candidato, propondo fazer MAIS. Sabendo que faremos MAIS!

Este texto é por tudo isso, um manifesto de absoluto repúdio pela forma como tendo sido feita política nestes últimos meses na nossa terra, na nossa querida terra de Arrifana.

Desde a vandalização dos outdoors da campanha do Partido Socialista, passando pelos papéis que foram espalhando até à indecência de destruírem material de campanha com escritos e insultos para de seguida, atirarem para o jardim de casa de meus pais, vandalizando a caixa de correio. Já valeu de tudo para estas pessoas que – escondendo-se atrás de um punho anónimo e doentio – não sabem respeitar a democracia, o bom nome e a família de quem dá a cara por uma candidatura.

Destas ações altamente condenáveis e repudiáveis, tiram-se várias conclusões. Entre elas, as seguintes:

 

- Quem comete tais atos é uma pessoa sem escrúpulos, sem moral, sem decência ou dignidade;

- Quem comete tais atos está revestido por um sentimento de medo. Medo de não ver o seu Candidato ou o seu Partido ganhar estas Eleições. Diria doentiamente desesperado.

- Quem comete tais atos não tem amor e carinho pela nossa Terra de Arrifana nem tem a dignidade de saber respeitar o próximo o seu semelhante pois faz Arrifana ser falada pelos piores motivos!

 

Este texto não é uma carta aberta, uma queixa ou um lamúrio. Essas são feitas no sítio certo e no contexto adequado.

Este texto é uma mensagem aos arrifanenses, seja qual for o seu quadrante político ou ideológico. É um texto de reflexão e de registo da falta de civismo e de educação que chegou à campanha autárquica em Arrifana. Por quem não tem o mínimo de caráter e respeito pelo próximo.

Apelo a todos os Arrifanenses que no dia 29 de Setembro acorram as urnas de voto e votem desejando MAIS ARRIFANA!

Autoria e outros dados (tags, etc)

PS com Rui Ferreira quer vencer autárquicas 2013

Sexta-feira, 20.09.13

Para quem sabe, o Partido Socialista considera-se vencedor.

Dará Arrifana o Voto a Rui Ferreira?

 

Esta é a equipa que quer liderar os destinos da Vila de Arrifana a partir do próximo dia 29 de Setembro de 2013 

 MAIS ARRIFANA! Com PS!

Da esquerda para a direita: Daniel Ferreira, Cândido Godinho, Vitor Hugo Leite, Sandra Gregório, José António Pinho, Maribel Moutinho, Carlos Silva, Rui Ferreira, Bruno Cirilo Silva, Vera Vaz Pinto, Manuel Durães; Teresa Santos, Arménio Oliveira

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carta aberta!

Sexta-feira, 20.09.13


"Caros Arrifanenses,

Como é do conhecimento geral, o Sr. Padre Marco António Silva foi dispensado pela Diocese das paróquias que tinha a seu cargo e já temos novo Pároco para o substituir.
Quando anunciou a sua saída, no fim-de-semana de 3 e 4 de Agosto de 2013, o Sr. Padre Marco Silva fez um comunicado nas eucaristias.
Infelizmente não pude estar presente mas chegou-me ao conhecimento que no altar terão sido proferidas mentiras, razão pela qual, em 7 de Agosto de 2013, enviei o e-mail que infra transcrevo para o Sr. Padre Marco António Silva (do mesmo dei conhecimento a vários membros da Estrutura Eclesiástica):

“Exmo. Sr. Padre Marco Silva,
Antes de mais quero dizer-lhe que, apesar de já ter conhecimento que tinha sido dispensado das funções que exercia, não era de todo minha intenção contactar novamente com V.ª Exa. Apraz-me, no entanto, dizer-lhe que me congratulo com a sua “dispensa”, principalmente da minha Paróquia, Arrifana.
Todavia, V.ª Exa. trocou-me as voltas e, nas Missas Vespertina de 03.08.2013 e Dominical de 04.08.2013, em Arrifana, fez um comunicado que me obriga a contactá-lo para reposição da verdade.
Foi com estupefacção e indignação, mas não com surpresa, que soube que V/ Exa. tinha mais uma vez usado o Altar Sagrado para fins que nada têm a ver com a Celebração Eucarística.
Infelizmente, V.ª Exa. aproveitou-se da sua posição de Pároco e do lugar Sacro onde estava para se justificar perante a comunidade numa atitude abusiva, impúdica e absolutamente desnecessária.
Ao que pude apurar, V.ª Exa., sem qualquer pejo, ter-se-á vitimizado e terá atacado pessoas que não tinham possibilidade de defesa, não só porque não estavam presentes, mas também porque não têm acesso a discursar no altar da Igreja como V.ª Exa.
Como Padre, V.ª Exa. tem obrigações acrescidas no que respeita à verdade e, pelo que me disseram, V.ª Exa. terá cometido sacrilégio; a ter sido assim, entendo absolutamente lamentável a sua falta de coragem.
Uma das coisas das quais se terá vitimizado foi de que tem sido perseguido com comunicados na Comunicação Social na sequência do encerramento do ATL e consequentes despedimentos.
Pois bem, sendo eu subscritor de alguns comunicados e um dos principais críticos da sua forma de gerir o Centro Social e Paroquial de Arrifana, senti que tal mensagem me era dirigida.
Assim, e como tenho a certeza que o discurso que fez estava escrito, solicito-lhe que me envie uma cópia para eu poder analisar e agir em conformidade.
No seu discurso terá dito que já percebeu que nós não íamos desistir, mas alguma vez tal lhe passou pela cabeça?
Como o Sr. Padre bem sabe, sempre defendi a verdade e pela mesma vou até onde for preciso e envolvo quem tiver que envolver. Não é porque as pessoas estão protegidas por esta ou por aquela entidade que eu me calo, nunca o fiz nem o faço.
Passados 4 anos, já devia ter percebido que eu e os meus estamos imunes a pressões, venham elas de discursos no altar ou de outro lado qualquer.
Pretendo reiterar também que na minha opinião, eu e o Eng.º João Pinheiro sempre fomos os seus melhores amigos, pois demos-lhe pelo menos meia dúzia de oportunidades para através do diálogo o ajudarmos a resolver o problema que o Sr. Padre Marco criou na qualidade de Presidente do CSPA.
Saiba que reservo o direito de tornar pública a minha posição, nomeadamente na Comunicação Social.
Fico pois a aguardar a entrega do seu discurso e, se V.ª Exa. assim entender, podemos combinar no sentido de mo entregar pessoalmente.
Sem mais de momento, subscrevo-me com cordiais cumprimentos,
Vitor Hugo Pinho
…”

Esta carta aberta visa unicamente dar conhecimento público da minha resposta ao discurso do Sr. Padre Marco Silva nas Eucaristias que acima mencionei.
Não a tornei pública antes por entender que o assunto podia ser resolvido em privado, mas mais uma vez o Sr. Padre Marco Silva não teve coragem de dar a cara.
Nem ele, nem nenhum dos membros da Estrutura Eclesiástica a quem dei conhecimento do referido e-mail.
Diz o velho ditado que “águas passadas não movem moinhos” e, por isso, a “Era Padre Marco Silva” à frente do CSPA terminou, agora o Sr. Padre Marco só tem que responder pelas suas decisões perante a justiça.
Espero sinceramente que o Sr. Padre Marco Silva tenha saúde e coragem para enfrentar os julgamentos.
Quero informar também que até à data ainda não tive conhecimento dos resultados da Auditoria que há mais de 4 anos insisto para que seja feita às contas do CSPA.
Por que será?
Congratulo-me com o início de uma nova era na Paróquia de Arrifana e despeço-me com os meus cordiais cumprimentos,


Vitor Hugo Pinho"

Fonte: O Regional

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bloco de Esquerda de novo a denunciar

Sexta-feira, 20.09.13
Maria da Feira que não pode sair de casa porque a estrada está completamente degradada

 

Infelizmente em S. João de Ver, mais um cidadão de cadeira de rodas tem grandes dificuldades em sair de casa, pois a estrada (Viela da Fonte) está completamente danificada e nada tem sido feito para resolver a situação. Isto apesar das várias queixas dos moradores junto da autarquia.

 

É inconcebível que os moradores tenham realizado um abaixo-assinado, o qual foi entregue na Junta de Freguesia de S. João de Ver, mas a situação continua sem solução à vista.

 

Nesta rua nem as valetas são limpas pela Junta de Freguesia como se pode verificar nas fotos.

 

Esta situação é grave demais, sobretudo tendo em conta que já que é recorrente no concelho de Santa Maria da Feira.

 

Há políticos tão maus, que nem em tempo de campanha eleitoral conseguem disfarçar a sua insensibilidade e incompetência.

 

O BE exige que a Câmara Municipal e a junta de Freguesa de S. João de Ver rapidamente resolvam esta gravíssima situação.

 

Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

 

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 09:59


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds