Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Setembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Pesquisar

 


Era uma vez um Centro Escolar

Sexta-feira, 30.09.11

Como sempre a nossa Junta fez tudo o que era possível e impossível pelo bem de Arrifana, melhor dizendo NADA.

 

Na Reunião de Câmara de 22 de Agosto de 2011 foi revogada a deliberação de 08 de Junho de 2009 referente à Empreitada de “Construção do Centro Escolar de Arrifana”.

 

Então o que foi decido em 8 de Junho de 2009 ?

 

“22 – Empreitada de “Construção do Centro Escolar de Arrifana – Santa Maria da Feira”

- Ratificação de despacho

Deliberado, por unanimidade, ratificar o despacho do vereador do Pelouro do Desenvolvimento, Inovação, Modernização, Controle de Gestão e Turismo, datado de 01 do mês em curso, que aprovou o projecto da empreitada em epígrafe e determinou a abertura do procedimento de ajuste directo nos termos legais.

Deliberado, também, por unanimidade, designar o júri do procedimento supra-identificado, composto pelos seguintes membros:

- Efectivos: Vereador Emídio Sousa, que presidirá, Dr. Joaquim Coelho e Eng.º Manuel Inácio;

- Suplentes: Vereador Celestino Portela,em substituição do Vereador EmídioSousa, Dra.Ana Santose Eng.º Martins Correia.”

 

Conclusão:

Mais uma promessa eleitoral cumprida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Rohde: aprovado fundo de apoio aos trabalhadores despedidos

Sexta-feira, 30.09.11

Miguel Portas propôs maior celeridade no apoio aos trabalhadores europeus

Rohde: aprovado fundo de apoio aos trabalhadores despedidos

 

 

O Parlamento Europeu aprovou hoje em plenário a mobilização de 1,4 milhões de euros do Fundo Europeu de ajustamento à Globalização (FEG) para apoiar os trabalhadores alvo de despedimento colectivo na empresa de calçado Rohde em Santa Maria da Feira. Dos 974 trabalhadores despedidos (87% dos quais mulheres), 680 são potenciais beneficiários deste apoio. Miguel Portas, autor de um relatório para a reforma do FEG, saúda a decisão.

 

"Este é um apoio essencial para os europeus que mais precisam. É nesta Europa de solidariedade em que acreditamos", defendeu. O eurodeputado nota ainda que esta aprovação não evita despedimentos nem falências mas permite apoios reforçados a vítimas de despedimentos colectivos. "Num momento em que o governo português está a eliminar direitos sociais e a facilitar os despedimentos, hoje esta decisão do Parlamento Europeu dá um claro sinal que as vítimas de despedimentos colectivos devem ser apoiadas".

 

O deputado do Bloco de Esquerda lamenta contudo a lentidão do processo. Os primeiros destes despedimentos ocorreram a 19 de Maio e a 26 de Novembro de 2010 foi apresentada a candidatura ao FEG pelo Estado Português. Após a aprovação de hoje pelo Parlamento Europeu, a mobilização do apoio pode ainda demorar mais dois a três meses. A redução da morosidade de todo o processo foi precisamente uma das principais propostas que o deputado incluiu no seu relatório para a reforma do FEG, encurtando para metade o espaço de tempo entre o despedimento colectivo e a mobilização do apoio.

 

Miguel Portas lamenta contudo que a candidatura portuguesa não tenha contemplado mais medidas de educação e formação, uma vez que 78,5% são trabalhadores pouco qualificados (não completaram a escolaridade obrigatória). Contudo, lembra que infelizmente a curta duração destes programas de apoio não facilita soluções mais duradouras e portanto mais eficazes na criação de novos postos de trabalho.

 

Esta mobilização do FEG foi hoje aprovada em Estrasburgo com 555 votos a favor, 64 contra e 25 abstenções. 


Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 20:15

Europarque à beira do fim?

Segunda-feira, 26.09.11

 

Europarque à beira do fim?

 

O Europarque – Centro Económico e Cultural (Europarque) encontra-se em graves problemas financeiros. A informação a que o Bloco de Esquerda teve acesso dá conta das dificuldades de cumprir com as amortizações dos empréstimos que contraiu. É público que as dificuldades financeiras alastram por todo o universo da Associação Empresarial de Portugal (AEP), detentora do Europarque.

 

A possível insolvência do Europarque representa um cenário negro para as contas públicas. O Estado avalizou alguns dos financiamentos para a construção do Europarque e, por isso mesmo, em caso de incumprimento terá de ser o Tesouro a assumir esse encargo. Na situação actual das contas públicas, este possível buraco torna-se muito preocupante. Se isso acontecer, o Estado fica com mais dívidas e “herda” um Centro de Congressos que se transformou num elefante branco.

 

O Europarque foi justificado à região e ao país como um investimento âncora, capaz de se tornar um marco nacional e internacional. Em nome deste desígnio, foram dados incentivos e avales, perdoaram-se impostos e até a Câmara Municipal fez obras e vendeu terrenos a preços simbólicos. Cerca de 20 anos depois da sua construção, a realidade demonstrou como o investimento foi errado e lesivo para as contas públicas.

 

O Bloco de Esquerda considera que os responsáveis por esta situação têm de ser encontrados. No entanto, apesar da culpa teimar em morrer solteira, o prenúncio mais negro indica que serão os trabalhadores do Europarque a serem sacrificados. Afinal de contas, quem paga as dificuldades não é quem criou uma situação insustentável. É por isso necessário que não se cometa a injustiça de aceitar uma solução que destrua quaisquer postos de trabalho.

 

Face à gravidade da situação o BE quer saber se o Europarque vai ou não encerrar. O deputado do BE Pedro Filipe Soares acaba de questionar os Ministério da Economia e do Emprego e Ministério das Finanças e da Administração Pública.

Ler aqui as perguntas Ministério da Economia e do Emprego e o  Ministério das Finanças e da Administração Pública

  


Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 12:22

Assembleia de Freguesia

Sábado, 24.09.11

 Já o grupo UPA - Unidos por Arrifana, continuam na voz dos dois representantes em Assembleia a lutar pelo bem estar da terra.

Podemos ler no site UPA o seguinte:

 

"Vimos através do nosso espaço junto dos eleitores e Arrifanenses em geral, informar que no próximo dia 29 de Setembro pelas 21 horas  se vai realizar na Sede da Junta, uma Assembleia de Freguesia ordinária, com os seguintes pontos de ordem de trabalhos.

 

1º - Votação da Acta da sessão da Assembleia realizada em 29 de Junho de 2011;

 

2º - Apresentação e votação do resumo do orçamento do ano 2011;

 

3º - Apreciação da informação escrita do Presidente da Junta acerca da situação Financeira da freguesia;

 

4º - Assuntos de interesse para a Vila.

 

Após a discussão destes pontos haverá lugar à intervenção do público.

 

Arrifanense, se tens problemas para resolver, ou se quiseres ficar por dentro da situação de Arrifana, comparece.

 

Partilha isto com os teus amigos!"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Site da JFA parado temporariamente

Sábado, 24.09.11

Parece-me que até manter um site atualizado é difícil para a Junta de Freguesia de Arrifana.


Clique e veja http://www.viladearrifana.com/ a mensagem que recebe de boas vindas.

 

Infelizmente esta JFA só trabalha para eleições, enganando os residentes na terra.

 

Já o blog http://arrifana.blogspot.com/ ainda sobrevive mesmo que desatualizado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A crise

Sábado, 24.09.11

Um homem vivia à beira de uma estrada e vendia cachorros-quentes.

Não tinha rádio, não tinha televisão e nem lia jornais, mas produzia e vendia os melhores cachorros-quentes da região.

Preocupava-se com a divulgação do seu negócio e colocava cartazes pela estrada, oferecia o seu produto em voz alta e o povo comprava e gostava.

As vendas foram aumentando e, cada vez mais ele comprava o melhor pão e as melhores salsichas.

Foi necessário também adquirir um fogão maior para atender a grande quantidade de fregueses.

O negócio prosperava...

Os seus cachorros-quentes eram os melhores!

Com o dinheiro que ganhou conseguiu pagar uma boa escola ao filho.

O miúdo cresceu e foi estudar Economia numa das melhores Faculdades do país.

Finalmente, o filho já formado, voltou para casa, notou que o pai continuava com a vida de sempre, vendendo cachorros-quentes feitos com os melhores ingredientes e gastando dinheiro em cartazes, e teve uma séria conversa com o pai:


- Pai, não ouve rádio? Não vê televisão? Não lê os jornais? Há uma grande crise no mundo. A situação do nosso País é crítica. Há que economizar!

Depois de ouvir as considerações do filho Doutor, o pai pensou: Bem, se o meu filho que estudou Economia na melhor Faculdade, lê jornais, vê televisão e internet, e acha isto, então só pode ter razão! 

 

Com medo da crise, o pai procurou um fornecedor de pão mais barato (e, é claro, pior).

Começou a comprar salsichas mais baratas (que eram, também, piores).

Para economizar, deixou de mandar fazer cartazes para colocar na estrada.

Abatido pela notícia da crise já não oferecia o seu produto em voz alta.

Tomadas essas 'providências', as vendas começaram a cair e foram caindo, caindo até chegarem a níveis insuportáveis..

O negócio de cachorros-quentes do homem, que antes gerava recursos... faliu.

O pai, triste, disse ao filho: - Estavas certo filho, nós estamos no meio de uma grande crise.

E comentou com os amigos, orgulhoso: - 'Bendita a hora em que pus o meu filho a estudar economia, ele é que me avisou da crise...'

Porque acreditamos em tudo o que nos dizem é que estamos em crise.


Na hora dos telejornais apaguem a televisão, brinquem com os vossos filhos e quando vos disserem algo que desconfiam corram atrás da verdade, doa a quem doer e custe o que custar.

Só assim conseguiremos dar um pontapé à crise que assola Portugal.


Estamos perante uma crise financeira que começou pela falta de valores de alguns que agora defendem a moral e a solidariedade em horário nobre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Empate

Sexta-feira, 23.09.11
Porto - 2     Benfica - 2

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os dois grandes do futebol

Sexta-feira, 23.09.11
[foto sapo]
O FC Porto recebe esta sexta-feira o Benfica, em jogo da sexta jornada da Liga de futebol, com início às 20h15 e com arbitragem de Jorge Sousa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Falecimento de uma trabalhadora nas instalações da empresa Yazaki Saltano, em Ovar

Segunda-feira, 12.09.11

O Bloco de Esquerda teve conhecimento que no passado dia 30 de Agosto, no período da tarde, faleceu nas instalações da imprensa Yazaki Saltano de Ovar, uma trabalhadora. Segundo a informação recolhida, a trabalhadora falecida queixava-se de uma indisposição, motivo que a levou a recorrer ao posto médico da empresa.

A trabalhadora apresentou queixas na manhã do dia 30 de Agosto, sendo atendida no posto médico da empresa. Nesse atendimento foi medicada com um comprimido, com a indicação de o colocar de baixo da língua e mandada para a linha de produção novamente. Devido às queixas insistentes não conseguiu almoçar. A situação prolongou-se da parte da tarde.

Durante a tarde, a trabalhadora foi chamada ao escritório da empresa para assinar um contrato de trabalho com a empresa. Apesar de trabalhar há um ano nas instalações da Yasaki Saltano, o seu vínculo laboral até então era com uma empresa de trabalho temporário. Minutos depois acabaria por falecer.

Esta é uma situação que levanta inúmeras questões sobre o atendimento médico que foi prestado à trabalhadora. Aparentemente, apesar das queixas, a prioridade sempre foi indicar à trabalhadora que devia voltar à linha de produção, podendo ter sido colocada em causa a saúde da trabalhadora.

Por outro lado, este exemplo demonstra os resultados nefastos da precariedade laboral que grassa no nosso país, onde os trabalhadores se sentem cada vez mais pressionados. Nesta situação é, inclusive, legítimo questionar se os ritmos de trabalho eram os mais adequados.

O Deputado do BE Pedro Filipe Soares questionou o Ministério da Economia e do Emprego o ocorrido na empresa Yazaki Saltano. Ler aqui as perguntas

 

Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

já lá vão 10 anos - 11 de setembro

Domingo, 11.09.11
Sobre os atentados do 11 de Setembro de 2001 já existe hoje uma abundante documentação que atribui os ataques ao World Trade Center e ao Pentágono não a organizações terroristas islâmicas e sim a grupos extremistas norte-americanos empenhados em criar no país um estado de espírito favorável a uma solução fascista para a crise do capitalismo americano.  O que é certo é que já lá vão 10 anos e quem perdeu a vida foram civis.Clik na foto para ver fotos da tragédia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 11:26


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds



Pág. 1/2