Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Maio 2011

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


Pesquisar

 


FCP ganha a Taça de Portugal

Domingo, 22.05.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Feirense na 1ª Liga

Domingo, 22.05.11

PARABÉNS AO FEIRENSE  E AO CANEDO POR TEREM CONSEGUIDO SUBIR À 1ª LIGA

 

 Site oficial do Feirense aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Administração às 15:21

Exigências a Isabel Alçada

Quarta-feira, 11.05.11

Bloco de Esquerda exige esclarecimentos de Isabel Alçada em Aveiro
 
A Ministra da Educação estará presente durante o dia de quarta-feira no distrito de Aveiro. O Bloco de Esquerda considera que esta é a altura ideal para Isabel Alçada prestar esclarecimentos sobre as 26 escolas do 1º ciclo do distrito de Aveiro cujo encerramento foi planeado pela actual ministra. Este é o número de escolas que têm o seu encerramento previsto no próximo ano lectivo.
 
O legado dos governos de José Sócrates é de um ataque à rede nacional de escolas do 1º ciclo. Só em 2009, o governo encerrou mais de 4500 escolas, enquanto em 2010 foram mais 500. Este caminho agudiza os problemas de desertificação do interior, conduzido sem a racionalidade que um planeamento do país exige. O governo apenas seguiu norteado por uma agenda económica sem ter em conta a degradação da qualidade de ensino e ignorando todo o esforço das comunidades educativas na criação de cartas escolares.
 
O Bloco de Esquerda considera que a Ministra Isabel Alçada não pode vir a Aveiro e ignorar este processo de encerramento de escolas do 1º ciclo, bem como a prevista criação dos mega agrupamentos por todo o distrito. Esta é a política de um governo que olha para os alunos e para as escolas apenas com a máquina de calcular onde só utiliza o botão de subtrair, sem ter em conta as necessidades educativas, o contexto sócio-económico e as condições de mobilidade das comunidades. Esta política educativa tem lesado os habitantes do distrito de Aveiro e Isabel Alçada não se pode furtar a essas responsabilidades.
 
 
Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 22:23

Passos: «No Governo ou vai estar o PS ou o PSD»

Sábado, 07.05.11

 

 

 

Ontem, Passos Coelho esteve no Europarque - Santa Maria da Feira, onde referiu que ou governa PS ou PSD, os dois nunca.

 

 TVI24 relata que:

"Passos Coelho defendeu sexta à noite que o que a governação socialista fez ao país nos últimos seis anos «não tem perdão» e que, depois das eleições, só estará no Governo o PS ou o PSD ¿ «não os dois».

«O que aconteceu em Portugal nos últimos seis anos não tem qualquer espécie de perdão», declarou o líder dos sociais-democratas em Santa Maria da Feira, num jantar em que 3800 militantes comemoraram o 37.º aniversário do partido.

«Em 2005 o engenheiro Sócrates chegou ao Governo com 80 mil milhões de dívida pública e hoje deixa ao país uma dívida de 160 mil milhões», explicou. 

«Este Governo não tem desculpas porque tudo aquilo que se propôs fazer para resolver o problema financeiro e económico de Portugal resultou num fiasco e num fracasso, e não foi por [o PS] não ter tido apoio para essas medidas», acrescentou.

Passos Coelho lembrou que Manuela Ferreira Leite acertara ao avisar que o Governo estava a criar uma dívida que não podia ser suportada «nem com impostos nem com o crescimento da economia» e observou que, «agora, como é a troika que diz isso, o primeiro-ministro já acha que essa opinião é correcta».

O líder social-democrata considera por isso que José Sócrates «não tem credibilidade nem gera confiança nos mercados internacionais quando diz que se compromete com este programa» de austeridade imposto pela troika, e anuncia: «No Governo ou vai estar o PS ou o PSD; não vamos estar os dois».

«E ninguém diga que isto não é democrático porque os portugueses é que vão escolher», realçou o candidato."(..) Continue a ler aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

COMPROMISSOS PELA ESTABILIDADE E PELO EMPREGO NO DISTRITO DE AVEIRO

Sexta-feira, 06.05.11

 

Criação de Emprego

Fim das portagens nas SCUT pela defesa das famílias, da economia e do turismo. Investimento público nas obras de requalificação urbana, na expansão dos serviços sociais, na modernização das empresas, no apoio à produção agro-alimentar e nos sectores das pescas e florestal.

 

Defesa dos salários e das pensões

Defesa dos salários e das pensões contra quaisquer cortes directos ou indirectos. Pelo aumento das pensões e sua convergência com o salário mínimo. Alargamento dos critérios de atribuição do subsídio de desemprego. Aumento do salário mínimo para 600 euros ao longo dos próximos 4 anos. Reforma sem penalização aos 40 anos de trabalho. Criação de um Plano de Emergência Distrital de combate ao desemprego, pobreza e exclusão social.

 

Saúde para todos

Acesso universal e gratuito aos cuidados de saúde públicos. Criação de uma rede hospitalar que responde às necessidades da população do distrito. Serviços de saúde de proximidade. Médico de família para cada utente ou família residente no distrito, medicina dentária e psicológica integrada no Serviço Nacional de Saúde. Fim das taxas moderadoras e de cauções para visitas a utentes internados.

 

Mais Estado Social na Educação

Modernização da rede pública escolar no distrito. Criação de uma rede escolar de proximidade e uma rede de transporte escolar. Ensino universitário universal e gratuito em alternativa às fundações mercantilistas.

 

Mais e melhores Serviços Públicos

Redução do preço da água que tem subido de forma abusiva no distrito. Devolver a água e o saneamento ao domínio público. Revitalização da rede de Transportes Públicos: Modernização da rede ferroviária existente e integração num sistema intermodal acessível a todos os cidadãos. Estruturação de uma rede cultural intermunicipal e modernização dos espaços culturais. Criação de uma rede de infantários e lares de idosos públicos e gratuitos.

 

Melhor desenvolvimento

Protecção e ordenamento da orla costeira. Reabilitação económica e social da Ria de Aveiro. Combate às assimetrias regionais e à desertificação dos concelhos do interior. Ocupação sustentável do território.

 

Mais direitos

Combate à violência doméstica e a todas as discriminações. Direito à habitação: combate à especulação imobiliária e à predação da banca. Defesa dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras. Combate à precariedade e defesa do emprego com direitos, em defesa dos trabalhadores e trabalhadoras dos sectores público e privado.


Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 23:50

ATL – Funcionárias despedidas começam a regressar ao trabalho

Sexta-feira, 06.05.11

 

 

 

Porque houve um julgamento ao qual não foi dada cobertura mediática o Kaska relembra um POST de Outubro de 2010 informando de um litigio entre uma funcionária despedida do ATL e o Centro Social e Paroquial de Arrifana.

 

Soubemos também que há muito pouco tempo foi feita uma reunião de funcionárias em que foi apresentada a nova direcção e pelo presidente foi dito que os processos em tribunal tinham sido ganhos pelo Centro Social.

 

Apesar das mudanças directivas ficamos desapontados ao verificar que aparentemente as mentiras continuam, pois no passado dia 02 de Maio regressou ao trabalho a funcionária cujo litigio acima identificamos, regresso este que vem confirmar que o Centro Social foi mais uma vez descredibilizado pela Justiça Portuguesa.

Ao que sabemos há ainda outros processos a decorrer e assim que soubermos os seus desfechos iremos com certeza trazer a informação a publico.

 

O Kaska que desde a primeira hora defendeu a verdade vem desta forma dar os parabéns à vencedora pela sua tenacidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

1º de Maio - Dia do Trabalhador

Domingo, 01.05.11

Hoje comemorou-se mais um 1º de maio, dia do trabalhador.

 

João Torres acusou hoje no seu discurso, os líderes dos grupos Sonae e Jerónimo Martins de “arrogância e prepotência”, ao decidirem abrir as lojas Continente e Pingo Doce no Dia do Trabalhador, e enalteceu o facto de os hipermercados Jumbo terem ficado fechados. Sabemos também que lojas Lidl fecharam portas...
Infelizmente ainda continuamos a ver num dia destes, supermercados abertos... onde rumam centenas de pessoas fazer compras num domingo que deveria ser passado em Família... Num dia feriado, em que a luta pelos direitos a um salário justo e horário de trabalho adequado, parece nos dias de hoje um retrocesso ao passado.

Continuamos a andar para trás, nada vale a não ser o sacrifício do povo

 

Pudemos ouvir nas manifestações, hoje realizadas, os apelos constantes de crítica pela presença do FMI em Portugal e a necessidade de castigar severamente os sucessivos governos do PS, PSD e CDS e todos aqueles que se têm aproveitado das suas políticas.

 

Que dizer do 1º de Maio?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 18:53


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds