Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Fevereiro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728


Pesquisar

 


Parva que sou

Domingo, 13.02.11

Deolinda - Parva que sou

Sou da geração sem remuneração
E não me incomoda esta condição
Que parva que eu sou!
Porque isto "está mau e vai continuar"
Já é uma sorte eu poder estagiar
Que parva que eu sou!
E fico a pensar,
Que mundo tão parvo onde para ser escravo é preciso estudar.

Sou da geração "casinha dos pais"
Se já tenho tudo, p'ra quê querer mais?
Que parva que eu sou!
Filhos, marido estou sempre a adiar
E ainda me falta o carro pagar
Que parva que eu sou!
E fico a pensar
Que mundo tão parvo onde para ser escravo é preciso estudar

Sou da geração "vou queixar-me para quê"
Há alguém bem pior do que eu na TV
Que parva que eu sou!
Sou da geração "eu já não posso mais!"
Que esta situação dura há tempo demais
E parva não sou!
E fico a pensar,
Que mundo tão parvo onde para ser escravo é preciso estudar
Que mundo tão parvo onde para ser escravo é preciso estudar

Autoria e outros dados (tags, etc)

Arrifana com horrores

Domingo, 13.02.11
E porque a verdade é triste, leiam o que está escrito no blog "Feira das Conspirações"
 
"Deixo-vos o meu depoimento acerca do que presenciei no Centro Social de Arrifana; já tinha ouvido falar do vosso trabalho, mas nunca tive coragem para agir, penso que o momento é agora.

Eu sei, porque presenciei, os horrores que há muito se passam no Centro Social de Arrifana, não apenas no Infantário, mas também no lar de Idosos. E grande parte destes problemas existe devido a uma nódoa que infelizmente faz parte da nossa vida social, o dito senhor Henrique, auto-intitulado, ‘o patrão’. Mas não só ele, porque assim como eu, mais pessoas sabem disto e têm medo de os enfrentar, não só por recearem não serem acreditadas (porque este senhor é perito em manipular o presidente da instituição) mas também porque o trabalho faz falta e, em tempos de crise, há contas para pagar e quem está do outro lado não tem piedade. A senhora Dona Neusa também tem conhecimento do que se passa e compactua em tudo. Qual dos dois o pior, o que faz ou o que vê e concorda fazer, aliando-se a pensar que vai subir?" (...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Administração às 10:54

BE estranha requisição no Cincork

Domingo, 13.02.11

Bloco de Esquerda estranha requisição no Cincork – Centro de Formação Profissional para a Indústria de Cortiça.
 
O Centro de Formação Profissional para a Indústria da Cortiça “Cincork” iniciou a sua actividade em Janeiro de 19871985, tendo sido oficialmente instituído em Setembro de 1987 pela portaria nº 758/87 de 2 de Setembro, por acordo protocolar entre o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a Associação Portuguesa de Cortiça (APCOR).
 
O Bloco de Esquerda tomou conhecimento que a funcionária Maria de Fátima Cordeiro foi requisitada, em 2006, ao Ministério da Educação para exercer funções no Cincork. Contudo, os motivos para essa requisição merecem ser esclarecidos, dado que essa funcionária é a esposa do director do Cincork, Silvério Cordeiro. Esta proximidade familiar coloca elevadas reservas sobre a motivação para a requisição da funcionária. A funcionária em questão é, actualmente, a responsável pelo Centro de Novas Oportunidades do Cincork.
 
A escolha de funcionários através das suas ligações familiares é uma prática inaceitável em organismos públicos, pelo que é necessária uma cabal clarificação dos reais motivos que levaram à requisição da funcionária Maria de Fátima Cordeiro.
 
Face a esta estranha situação, o deputado do BE Pedro Filipe Soares questionou o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social.
 
Ler aqui as perguntas 
 
  
Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 10:48

Trabalhadores sem direitos

Domingo, 13.02.11

Trabalhadores sem trabalho e sem protecção social na empresa Domus Cork
 
O desemprego e os atropelos a quem trabalhou uma vida toda, são infelizmente a marca dos tempos que hoje vivemos e as consequências das políticas seguidas ao longo dos últimos anos por PS/PSD e CDS.
 
Desta feita são os trabalhadores da empresa Domus Cork - Indústria Rolhas, Lda., sediada em Santa Maria de Lamas, Concelho de Santa Maria da Feira.
 
Segundo os relatos dos trabalhadores, na passada segunda-feira, no fim do dia de trabalho, o dono da empresa informou os trabalhadores que a empresa ia encerrar. Mas para não se preocuparem porque ia abrir uma nova empresa, estava só à espera do número de Contribuinte.
 
Finalmente há um empresário que assume como se da o golpe. Tendo inclusive a descaradeza de até de explicar aos trabalhadores.
 
Há muitos anos que o Bloco de Esquerda alerta os sucessivos governos para as vigarices efectuados por muitos empresários, que encerram empresas enviando os trabalhadores para a rua, para depois abrirem outras com outro nome.
 
Os trabalhadores estão cá fora, à espera de serem reintegrados.
 
O Bloco de Esquerda, perante esta pratica no mínimo escabrosa, vai questionar o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social.
 
O BE esta solidário com os trabalhadores que estão sem trabalho e sem qualquer tipo de protecção social.
 
O BE espera dos organismos competentes uma rápida intervenção.
 
 
Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 10:45


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds