Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Janeiro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


Pesquisar

 


Novidades da JFA

Domingo, 16.01.11

 

Em visita ao site da Junta de Freguesia de Arrifana, algo que o kaska faz com alguma regularidade, sempre com a esperança de encontrar algo surpreendente, infelizmente, e mais uma vez, encontra o mesmo de sempre - NADA.

 

Último post - Arrifana Solidária

 

A Junta de Freguesia, até ao momento, tem-se limitado a desenvolver um trabalho de espectador, assistente de "balcão", apoiante de "clube", visionário daquilo que os outros fazem com um apoio do no JFA...

Nada se faz, nada se tenta fazer, nada se desenvolve, nada se constrói, nada do que foi prometido em CAMPANHA ELEITORAL até este preciso momento foi feito - NADA.

 

E agora????? Sabem o que acontece???? Nós sabemos....NADA

 

A desculpa da CRISE vai dar tanto jeito para não ser cumprido o prometido.

 

PARABÉNS PSD

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cincork com atrasos no pagamento aos seus funcionários e colaboradores

Domingo, 16.01.11

O Centro de Formação Profissional para a Indústria da Cortiça “Cincork” iniciou a sua actividade em Janeiro de 19871985, tendo sido oficialmente instituído em Setembro de 1987 pela portaria nº 758/87 de 2 de Setembro, por acordo protocolar entre o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a Associação Portuguesa de Cortiça (APCOR).
 
O Bloco de Esquerda tomou conhecimento que o Cincork se encontra a atravessar graves problemas de tesouraria. O exemplo mais cabal deste facto é o atraso que existe no pagamento dos subsídios de Natal aos funcionários, bem como o atraso no pagamento aos formadores dos valores referentes aos meses de Novembro e Dezembro.
 
A par da informação anterior, existe também o rumor de que, ao longo da actividade recente, foi criado um buraco financeiro que rondará os 100 000 euros.
 
Estando o Cincork debaixo da alçada do IEFP, é necessário que exista uma resposta urgente sobre os problemas apresentados.
 
O deputado do BE eleito pelo distrito de Aveiro Pedro Filipe Soares questionou o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social. Ler aqui as perguntas
 
Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 21:21

Amorim quer despedir trabalhadores por terem feito greve geral

Domingo, 16.01.11

 
Recentemente era notícia que Américo Amorim tinha dado um pequeno extra aos seus trabalhadores. Mas como sempre, quando a esmola é grande o pobre desconfia. Esta velha máxima aplica-se uma vez mais nas empresas do mais rico entre os ricos.
 
A Empresa “Amorim Revestimentos” avançou com um processo disciplinar para despedimento a 4 dos seus trabalhadores, um dos quais é dirigente sindical. Dois dos trabalhadores a quem foi levantado o processo disciplinar foram já suspensos.
 
A real motivação para os processos disciplinares assenta na tentativa de desforra por parte da administração da adesão que a Greve Geral teve nesta empresa. Os trabalhadores desta empresa aderiram massivamente à Greve Geral de 24 de Novembro de 2010, dando um enorme exemplo na luta sindical.
 
Para o BE este processo é apenas e só assente na perseguição sindical e política, nada mais. Esta é uma prática que não é nova nas empresas do Grupo Amorim. O BE relembra o despedimento de um delegado sindical e três activistas na empresa Corksribas. Esse processo disciplinar ainda se encontra nos tribunais.
 
A atitude por parte desta empresa coloca em causa direitos constitucionais que resultaram das conquistas de Abril. Este é um ataque ao movimento sindical e ao direito que os trabalhadores têm de defender melhores condições de vida.
 
A situação em questão demonstra o desprezo que Américo Amorim, o homem mais rico de Portugal, tem sobre os direitos dos trabalhadores. Mas, demonstra também a vitória que foi a Greve Geral e o medo que conseguiu criar no patronato.
 
O Bloco de Esquerda está solidário com os trabalhadores perseguidos na empresa Amorim Revestimentos e exige que os seus direitos sejam respeitados. Assim, foram já dirigidas perguntas à Autoridade para as Condições no Trabalho (ACT) no sentido de zelar pelo cumprimento da lei e defender os direitos dos trabalhadores. Ler aqui as perguntas


 Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds