Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Novembro 2007

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Pesquisar

 


Frigorífico procura dono...

Domingo, 11.11.07

Sabem que está prestes a ser introduzido no Plano Nacional de Leitura dos Portugueses a estória “O frigorífico” de Jovito o grande e Edyguevara, edições Manhouce/Outeiro.

Um livro que conta uma história fantástica entre os protagonistas Jovito e Edyguevara que nos leva a viajar pelo universo das escolas arrifanenses. É uma estória hilariante de um pobre frigorífico que ninguém o quis e que ainda hoje procura família de acolhimento num dos lares escolares existentes na “billa”. Foi rejeitado várias vezes, tendo mesmo passado por uma família que acabou por voltar a devolvê-lo ao local onde ainda hoje se encontra. A infelicidade deste frigorífico está estampada no seu rosto pouco electrificado.

O próprio frigorífico escreveu ao kaska&deskaska a pedir ajuda e tal como o programa “Dr. Preciso de ajuda” tem sido um sucesso o kaska também achou por bem abrir um precedente e colocar o pedido no ar.

Para os mais interessados o frigorífico, encontra-se na E.B.1 de Manhouce, abandonado e sem energia à espera de novo dono. Seja generoso e acolha este ser inanimado na sua escola.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia de S. Martinho

Domingo, 11.11.07

Para os menos atentos, deixo-vos uma das versões da Lenda de S. Martinho, referindo que não é o mais importante saber se a lenda é verdadeira ou não, apenas reflectirmos no conteúdo da mesma. Estamos em dia de S. Martinho, seja bondoso e faça como este Santo, ajude o próximo em benefício de uma sociedade mais pura.

Lenda de S. Martinho

“Antes de baptizado e convertido ao Cristianismo, S. Martinho foi na mocidade soldado das legiões do Imperador Juliano.

Certo dia, sob o vendaval e a neve, equipado e armado, montado a cavalo, Martinho viu um mendigo semi-nu, tiritando de frio, estendendo para ele a sua pobre mão ossuda e gelada.
O Santo parou o cavalo, tomou com caridade a mão desse abandonado e, em seguida, tomou da espada, cortou pelo meio a sua capa de agasalho, deu metade dela a esse miserável peregrino e, envolto na outra metade, sacudiu a rédea e prosseguiu através da tormenta, do vento e da neve.

Subitamente, porém, no caminho do soldado, a tempestade desfez-se, amainou o tufão e a geada, o céu descobriu instantaneamente, como por encanto, a sua profundidade límpida e azul, e um sol acariciante e resplandecente inundou a terra de alegria e vestiu de luz e calor esse cavaleiro caridoso.

Deus, reconhecido, para que não se apagasse da memória dos homens a notícia deste acto de bondade, praticado por um dos seus eleitos, dispôs que em cada ano, na mesma época em que S. Martinho se desfez da metade da capa, por alguns dias se interrompesse o Inverno, cessasse o frio, sorrisse o céu e a terra, e um calor saudasse a natureza, sempre insensível à vontade dos homens, em memória daquele que, em certo dia, humilde soldado, trotando a sós por um caminho, desafiou e venceu a fúria insuperável dos elementos.”

Um bom dia de S. Martinho, com muitas castanhas e algum vinho, para todos os leitores, amigos e visitantes do Kaska&deskaska.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds