Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Junho 2007

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


Pesquisar

 


É cada uma!

Terça-feira, 19.06.07

Margarida Moreira, a senhora directora da DREN,ex-ativista sindicalista presenteada pelo seu partido com o cargo de Directora da DREn, agora virou “agente pidesca”. Afinal os extremos tocam-se, não é assim? Que se cuidem os Professores, abram a boca, digam mal da Senhora ou dos seus Amigos e depois queixem-se de terem levado com um processo disciplinar.

 A Guida (não a Tola, é claro) anda por aí, cuidem-se!  

                                                                                                                                           

João Botelho vai fazer mais um filme, desta vez sobre a história de uma alternadeira que virou Senhora (durante algum tempo) e Escritora por aceder a cheirar (primeiro) e contar (depois) as histórias de uns gases flatulentos dados por um Senhor que sendo Presidente do Clube mais representativo da segunda maior cidade do País, a fui desencantar numa das suas noites de recônditos prazeres sexuais lá para as bandas do Calor da Noite. Curioso também é saber-se que o dito cujo cineasta é nem mais nem menos que o companheiro de alcova da Independentíssima Jornalista Desportiva Leonor Pinhão, benfiquista por dentro, por fora, de um lado e do outro, autora do preâmbulo do livro dessa famosa Escritora de best-sellers – Carolina, e inimiga figadal do Senhor Pinto da Costa que, ao que consta nutre pela Senhora Jornalista idênticos sentimentos de franca e sincera amizade de morte.           

                                                                                          

"Jamais! Jamais!"

Vociferou o Homem num perfeito Francês, digno de Ministro com pasta.

"Nunca, jamais, em tempo algum, um novo Aeroporto num deserto, onde não há gente, não há Hospitais, não há Hotéis, não há vias de comunicação, não há nada", atalhou de seguida.

Oh Chefe e pelo menos areia há por lá?

É que se houver, pelo menos castelos de areia, o camarada "Ingenheiro" (inscrito na Ordem dos ditos cujos) poderá construir naquelas bandas.

Diz o Povo e com propriedade que “pela boca morre o peixe”.

O Ministro comeu isca, anzol, fio, cana e pescador, mais parecia um tubarão.

Ninguém lhe diz para fazer como o Manelzinho? Esse pelo menos ao que consta, fechou por uns tempos, para renovação do stock de asneiras. Ninguém lhe consegue agora abrir a cremalheira. Vá-se lá perceber porquê?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escola fecha?

Terça-feira, 19.06.07

Aqui está uma notícia bomba...

O CAE, segundo a o Vereador do pelouro, prometeu não fechar mais escolas no nosso concelho, mas na verdade avizinham-se “guerras” que poderão ser parecidas às de Manhouce.

Segundo o jornal “Terrinhas” o período de matrículas terminou na sexta-feira e a partir de agora serão tomadas decisões importantes quanto à rede escolar para o concelho. Estão na mira do CAE algumas escolas, tais como: Parada – Louredo e Carvalhal – Romariz. Se isto acontecer, ficarão por inaugurar algumas obras efetuadas pelas Associações de Pais com materiais cedidos pela própria Câmara Municiapal da Feira.

Estamos num país onde a palavra já não vale nada. Pois sabemos que sem os centros escolares construídos, será um grande erro fechar escolas e atulhar meninos em Unidades Modelares (contentores diga-se de passagem). Mas, é assim que manda quem quer mandar em todos. Outros pormenores no Terras da Feira

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

"Estrelas Brancas"

Terça-feira, 19.06.07

As “Estrelas Brancas” – Rancho Folclórico Recreativo de Santa Maria da Arrifana,  foi criado com a finalidade de ser um folclore para crianças. O seu crescimento, felizmente foi um sucesso, e hoje é um grupo constituído por adultos que mantêm a tradição pela terra.

Infelizmente, não tem sido fácil sobreviver, pois continuam sem associados, sem sede digna, onde possam trabalhar com um maior empenhamento e dignidade. Vivem à custa de subsídios, donativos e das receitas adquiridas pelas suas actuações. Leia tudo sobre esta notícia no Terras da Feira

Não podemos deixar de parabenizar este grupo pelo trabalho desenvolvido que está prestes a fazer 23 anos de danças e cantares populares que tanto animam as festas e romarias tradicionais portuguesas.

Continuam a trabalhar de forma a atrair os mais novos, ensinando-lhes a tocar alguns instrumentos. Está na hora de divulgar pela juventude, que existem formas agradáveis de passar o tempo, tais como fazer parte de um Rancho Folclórico da terra.

Às entidades competentes pela cultura no concelho, fica o alerta. Não deixem morrer o que de tão bom temos pela terra, ajudem as colectividades a seguirem em frente.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds