Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Janeiro 2007

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031


Pesquisar

 


Assim vão continuar as diferenças

Terça-feira, 02.01.07

Neste final de ano para desgastar os excessos, foi dar uma volta pelo território vizinho, e como ainda não conhecia a zona de lazer, lá para os lados da ponte, fiquei deslumbrado com o que vi. Simplesmente fantástico, e como gostei, aproveitei para tirar umas fotos para através do “Kaskaedeskaska” dar a conhecer àqueles que no terreno não conhecem esta localidade magnifica, que é São João da Madeira. Cidade com brio no que faz, se compararmos com o que temos. Basta olhar a “Ribeira da laje” onde se está a fazer o que não se devia. Primeiro deviam despoluir a Ribeira e depois então, aí sim, fazer alguma coisa, mas como já sabemos da fronteira para norte, as ideias estão ligadas do cérebro ao intestino, e quando assim é, no que é que dá?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chegamos ao Ano Novo

Terça-feira, 02.01.07

Chegamos ao Ano Novo, que já começa a ser o Ano Velho a cada dia que passa. Antes de mais, desejamos a todos um Feliz 2007 e que as mudanças para melhor sejam visíveis a cada Estação do Ano. Que com a Primavera cheguem não só as andorinhas mas também muitas melhorias; que com o Verão chegue o calor e que as pessoas sintam que poderão usufruir dele com umas merecidas férias, que o Outono regresse com a queda das folhas mas não com a queda do poder e que ao chegar o Inverno sintamos mais um ano atrás das costas e sempre com a esperança de pedir melhorias para o seguinte. Que este ciclo vicioso continue, pois é esta animação que nos leva para a frente no meio da catástrofe em que vivemos. Relativamente à passagem de ano, posso apenas opinar subtilmente, fogo de artifício por todo o lado, bares abertos toda a noite, discotecas à pinha por todo o país, bailes de garagem para a juventude sem dinheiro, casinos repletos de alta sociedade, pavilhões preparados para o efeito, e ruas cheias de concertos ao vivo para acolher os que fazem desta noite uma noite de rua. Não se sentiu a crise, nem a falta de animação, nesta noite, foram esquecidos os problemas financeiros, amorosos, e até os mais velhinhos desenferrujaram as suas articulações, e ainda se descontrolaram as noites de sono das crianças.
Foi sem dúvida mais uma noite mágica para 99% da população. Viveu-se uma noite diferente em todo o país. Na nossa “bilha” registaram-se alguns momentos de euforia junto dos bares da cidade, a discoteca foi mais um ponto de encontro para passar o ano de copo na mão e o pavilhão municipal parece que não foi bem o esperado, as opiniões divergem como é normal na nossa terra. O mais importante foi sem dúvida podermos estar aqui hoje, no novo ano, reflectindo mais uma vez no que podemos fazer por uma vida mais gratificante.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds