Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Novembro 2006

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930


Pesquisar

 


A data agradou a todos

Quinta-feira, 30.11.06

"A data de 11 de Fevereiro foi bem recebida pelos movimentos de cidadãos que vão intervir na campanha do referendo, que vai decorrer entre 30 de Janeiro e 09 de Fevereiro. Tanto a plataforma «Não Obrigada» como os três movimentos anunciados pelo «sim» consideraram que a data escolhida permite o tempo suficiente para o esclarecimento dos portugueses, noticia a Lusa.

A plataforma «Não Obrigada», que agrega vários movimentos pelo «não» à despenalização do aborto, considerou hoje que a escolha de 11 de Fevereiro para realizar a consulta permite «tempo bastante» para uma campanha «com serenidade e elevação».

Para Sandra Anastácio, directora da Ajuda de Berço, uma instituição que se dedica a apoiar mulheres em risco, o debate em torno do referendo «mexe com as emoções mais fortes» das pessoas, daí ser necessário, defendeu, que a campanha decorra «com elevação, coerência e bom senso».

O movimento «Médicos pela Escolha» congratulou-se com a convocação do referendo sobre despenalização voluntária da gravidez anunciada pelo Presidente da República e considerou que 11 de Fevereiro «é uma boa data». «É a data de que estávamos à espera para o referendo. Agora é tudo uma questão de campanha», afirmou à agência Lusa o médico Vasco Freire.

A dirigente do grupo de cidadãos «Em Movimento pelo sim» Natacha Amaro considerou que o dia escolhido pelo Presidente da República para realizar o referendo sobre o aborto, 11 de Fevereiro, «é perfeitamente aceitável. Cumpre os critérios principais de dar tempo suficiente para o esclarecimento e não é uma data crítica como aconteceu em 1998 [em Junho, período de férias]»." In PortugalDiário 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por sednaa às 14:52

O comodismo do desemprego

Quinta-feira, 30.11.06

Muitas pessoas recorrem ao subsidio de desemprego sem realmente precisar. Muitas pessoas que até recorreram ao subsidio desemprego precisando, depois mantêm-se no fundo de desemprego tendo oportunidades concretas de trabalho apenas por pura comodidade e preguiça, pois recebem mais ou menos o mesmo sem ter de trabalhar. Muitos fazem de propósito para se manter no fundo desemprego já estando a fazer biscates ou a trabalhar “ilegalmente” e sem descontar (chegam a fazer de propósito para que as entrevistas para trabalho conseguidas pelo fundo de desemprego corram mal). Esta situação priva muitos outros que realmente necessitam de receber um justo apoio e por outro lado representa um desperdício de recursos que podiam ser aplicados de formas muito mais úteis. Esta situação repugna todos aqueles que têm vergonha na cara e se levantam todos os dias para trabalhar e cumprir com as suas obrigações.

 

Na minha opinião todos os utentes do subsidio de desemprego deveriam fazer serviço comunitário obrigatório como forma de compensação pelos fundos que recebem. Este serviço poderia ser prestado 3 dias por semana e os restantes dias seriam dedicados ás entrevistas para os trabalhos que a segurança social tenta encontrar para estas pessoas e para a procura individual de trabalho. Tenho a certeza que haveria imediatamente uma redução de custos com o subsidio de desemprego causada pela automática saída do fundo desemprego daqueles que já estão a trabalhar e ilegalmente a receber o subsidio; pela saída do fundo de desemprego daqueles que não estão dispostos a fazer trabalho comunitário e não precisam realmente do subsidio, e sobretudo pela libertação de recursos humanos para fazer o tal trabalho comunitário, que, de outra forma tem de ser contratado e pago a terceiros.


Limpar matas, limpar praias, prestar serviços especializados ou não para instituições públicas, construção de obras públicas, dar aulas em escolas com falta de professores, etc… qual é o lar de 3ª idade, escola, tribunal, município e muitos outros que não precisam de recursos (com mais ou menos formação)? Trabalho não falta e com isto podia poupar-se muito dinheiro ao estado – o nosso dinheiro!

 

Pagar impostos sim! Que eles sirvam com justiça quem mais precisa, claro que sim! Desperdício e aldrabice com aquilo que nos custa tanto a ganhar, nem pensar!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds