Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Outubro 2006

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


Pesquisar

 


Ratos escolares

Segunda-feira, 16.10.06


A semana passada uma  turma desta escola, quando se preparava para a aula de educação física, foi surpreendida por um aluno estranho nos balneários.  Aluno esse que não usava equipamento adequado à aula, mas também não precisou, de tão estranho que era fugiu com medo das meninas….hahahaha…a verdade é que deveria ser o contrário, mas talvez por já ser habitual o aparecimento destes bichinhos por lá, os alunos já não os temem. Estou a falar de ratos, aqueles bichos com pelo e rabo comprido bem nojentos e pegajosos. Não são os ratos dos computadores, esses ainda não se passeiam pela escola, são mesmo ratos a sério. Este rastejante fedorento, após ter sido apanhado por uma funcionária, teve direito a ser exibido ao professor e alunos que o tinham visto ainda com vida.

Estou profundamente chocado por tanta indelicadeza…”Oh Guigui não teria sido melhor fazeres um velório ao bicho?”. “Olha que ainda podes ir a tribunal por homicídio qualificado, isso é crime”.

Os pais e encarregados de educação já sabiam que não existem cobertos para os alunos não apanharem chuva enquanto se deslocam para o pavilhão, que não existe um coberto para se abrigarem da chuva quando esperam pelo autocarro, que as portas das casas de banho não têm puxadores, etc…tudo isto já todos sabíamos, mas existirem ratos numa escola, é demais, “Guigui acorda e levanta o rabo da cadeira do poder e mexe esses braços, ou será que só sabes berrar alto para os profs.??”. Podes ser surpreendida por uma inspecção sanitária, queres?

Lembra-te que no próximo ano vais a votos, será que ficas??

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pigeiros

Segunda-feira, 16.10.06

Vol. XXXVIII Arquivo Distrito de Aveiro

 

A História, não se faz toda de uma só vez. Assim sendo, num excurso histórico sobre as freguesias da Diocese do Porto na alta Idade Média, o rol das Igrejas do rei que se supõe até meados do século XIII já cita a “ Ecclesia de Pegeiros”. Portanto como freguesia Pigeiros deve ser anterior à data de 1251.

A primeira citação histórica de Pigeiros, é do ano 1083 pertencente à restaurada diocese de Coimbra em 1080. Aparece em 1251 como freguesia pela primeira vez, depois de constar em 1083 como povoação, inquirição feita a mando de D. AfonsoIII.

Pigeiros, apresenta características pré-latinas e indícios de grande antiguidade nomeadamente o rio Uíma (Ùmie) e uma Mâmoa ou montão de terra (já no meio aberta). Eram monumentos sepulcrais que ascendem ao fim da Idade da Pedra. O nome mâmoa, deve-se “à semelhança” que o montículo tem com um seio de mulher (mas agora como está aberto ao meio terá semelhança com o quê?)

O nome “Pigeiro” significa em termos populares um pouco usado por todo este país – talhadouro – processo de desvio artificial das águas para fim de irrigação.

Segundo um documento de 1085 (Diplomata et Chartae p. 381) coloca “uilla uadar” no território portucalense subtus monte cotal discurrente ribulo humia civitas sancta maria et diuidet ipsa uilla gaiati et de alia parte com uilla peiarios”. Acontece que Pigeiros teve um retrocesso geográfico visto que o “lugar” – Duas Igrejas - já estivera anexado a Pigeiros- arquivo do bispado 21 nov. 1840.

Em 1798 tinha Santa Maria de Pigeiros 107 fogos segundo censo de Pina Manique e em 1971 tinha 913 pessoas.

 

Lição de história concluída. Vem outra história mais recente visto que Pigeiros apenas cresceu ou melhor, apenas triplicou ou quadruplicou findada a era Salazar.  Pigeiros, um vale encantado, mas apenas talvez no seu passado áureo de reconquistas de espada à cinta porque além de um pavimento de acesso à freguesia “very nice” pela nacional nº1, para ver o ponto turístico e património invejável da cultura de outros tempos, nestes tempos que correm, invejável emblema turístico de entrada na freguesia só se forem aquelas “ Mâmoas” por 10 ou 20 euros que lá estão plantadas no latão de mini-saia, cartaz atractivo para camionista levar a passear ou quero dizer para que estas façam de guias ao respectivo alvo megalítico.

Assim falta apenas apresentar o umbigo inchado, do “EU” é que sou o presidente da junta dêem cá os votos que eu faço tudo por vos dar uns passeios de camioneta para um lado e outro e incentivos ao rendimento mínimo garantido. Pois quem não quer trabalhar e trabalha ao negro, tem direito a receber qualquer coisa para sobreviver.

Mas este oásis de evolução sócio-cultural e tecnológica está patente no quê?

-No parque de lazer super mal aproveitado;

-Nos eco pontos que como em qualquer lugar tem lixo separado por dentro e por fora;

-Num cantinho à nossa senhora que junta as beatas;

-Nas guias de passeio colocadas em paletes no próprio passeio (apoia-se a mobilidade ou será meio pela estrada meio pelo passeio) que “cardozo... arre…”

-Na fonte da Laje, água boa “Pùtavel” desse monte, boa para o reumatismo, para quem sofre de falta de cálcio. Acho que é desse monte da entrada da recta que escorre o precioso líquido e fonte de vida;

Será que a água deste rio irá ficar como esta se for avante o centro de reciclagem auto que se diz talvez ficar na encosta desse monte? Então dessa forma é possível que o parque de lazer seja reconvertido mas tudo indica que será é numa ETAR.

Aquele lugar não avança para fora do aspecto da ruralidade.

Pois já foram alguns os projectos de interesse público e privado que naquelas encostas se quiseram plantar, mas o medo do desconhecido de quem lá manda, tudo rejeitou e aquela terra sem nada acabou, tacanho não! Fértil naquele lugar além dos campos só mesmo os cafés.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Homossexualidade...

Segunda-feira, 16.10.06

“Uma nova exposição no Museu de História Natural de Oslo vem confirmar o que há muito já se suspeitava: os animais também têm tendências homossexuais, noticia o site The Register.

O organizador da exposição «Contra Natura», Geir Soeli, explica: «Podemos ter muitas opiniões sobre muitas coisas, mas há uma que é clara: a homossexualidade pode ser encontrada no reino animal e não é contra a natureza. Já foi observada em mais de 1500 espécies e está bem documentada em, pelo menos, 500». A exposição está ilustrada com fotografias de animais do mesmo género em actos sexuais.”

 

 

 

Como se pode “ver” pela notícia não é assim tão mau ser homossexual…até os animais gostam.

E você o que pensa deste assunto, repudia-o ver dois homens ou duas mulheres juntas?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds