Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calendário

Maio 2006

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031


Pesquisar

 


Crime ambiental

Sexta-feira, 05.05.06

 

 

Este meu post é sobretudo para chamar atenção, de todos os responsáveis dos pelouros do meio ambiente, para que evitem este tipo de crime.

 O que resta destas pobres e inocentes árvores, está situado em Paços de Brandão, à saída da Quinta do Engenho Novo.

Sinto-me triste ao ver que ainda se cometem barbaridades destas.

Podar uma árvore significa, limpar ou cortar alguns ramos das árvores inúteis, não é cortar tudo, deixando só o tronco.

 Como todos já sabemos o nosso Planeta, pode entrar em colapso ambiental já neste século.

Sabemos também que o Efeito Estufa, com o aquecimento global, está chegando a um ponto crítico.

Devemos preservar todas as espécies florestais e não matá-las.

Espero que as entidades competentes, dê mais atenção a estes casos e tomem medidas sobre quem comete tais crimes.

Se deixarem de existir árvores, a nossa sobrevivência também não resistirá. Sem vegetação não há ar, e sem ar não respiramos, logo morremos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Consumo ecológico e ético

Sexta-feira, 05.05.06

Se olharmos para o nosso caixote do lixo e o compararmos com o dos nossos avós, vemos aí reflectida a história do consumo da segunda metade deste século. A maior parte do lixo do passado recente era, fundamentalmente, constituído por restos de alimentos. Era um lixo biodegradável que nas zonas rurais era utilizado como adubo e nas zonas urbanas depositado em lixeiras onde o espaço permitia uma rápida degradação.

Hoje o lixo é muito mais (cada português produz 300Kg por ano) e o espaço é menor, o que leva a que se coloquem também problemas com a degradação, mesmo do que é biodegradável. Mas, o que é mais grave, é que o lixo é outro. Aos restos da alimentação viemos acrescentar as embalagens com que compramos os alimentos (plástico, vidro, cartão complexo, alumínio, etc.); os produtos perigosos, as tintas, os diluentes, os vernizes, os óleos, os insecticidas, os medicamentos, as pilhas, os produtos de limpeza de fornos e desentupidores, a naftalina, os detergentes, os têxteis, os restos dos electrodomésticos.

Que fazer com tanto lixo?

Que fazer para não ter tanto lixo?

Para já a minimização do problema passa por soluções óbvias e do bom senso. Se não queremos tanto lixo, temos que fazer menos e reciclar mais.

De um modo geral, resumimos as orientações ao consumidor nos 3Rs - Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Lembre-se que é a si que cabe a decisão de compra e que é essa decisão que condiciona a quantidade do lixo doméstico.

Tudo o que compramos produziu lixo na sua produção, produz lixo na sua utilização e vai produzir lixo na sua morte.

REDUZIR

Sempre que vai às compras tenha presente estas questões antes de fazer as suas escolhas:

  • Evite produtos de usar e deitar fora.
  • Evite embalagens inúteis.
  • Diga não, decididamente, aos produtos duplamente embalados (são apenas truques de marketing). Lembre-se que, além do mais, vai pagar a embalagem.
  • Escolha os produtos com embalagens para as quais existe recolha para reciclagem na sua autarquia. INFORME-SE.
  • Compre poucos produtos perigosos (calcule o consumo previsível) e gaste-os até ao fim. Quanto mais compra mais deita fora.
  • Não se sobreequipe. Não precisa de um frigorífico muito grande se tem uma família pequena. Não necessita de equipamento profissional para fotografar os aniversários das crianças.

Conheça bem as suas necessidades. Lembre-se que o melhor critério de escolha é a durabilidade.

REUTILIZAR

 Antes de comprar pense em produtos que sejam, no todo ou em parte, reutilizáveis (p. ex. um detergente que tenha recargas permite a reutilização da embalagem, as pilhas de recarregar são, apesar de tudo, preferíveis às de deitar fora após uma utilização, etc.).

Antes de deitar fora pense sempre na possibilidade de mandar arranjar. Pense se o produto pode ter utilidade para os outros. Há inúmeras instituições de solidariedade social que agradecem.

RECICLAR

Habitue-se sempre a pensar no que irá acontecer ao que comprou quando já não lhe interessar.

Temos que nos habituar a ter vários caixotes de lixo para podermos colaborar na reciclagem que vai sendo organizada pelas autarquias.

Informe-se na sua autarquia da localização dos vidrões, dos locais de entrega do papel e se há recolha de pilhas e de plástico, etc..

COLABORE. Lembre-se que os materiais para reciclar devem estar limpos (não podem ser misturados com restos de comida, por ex.).

Compre materiais que possam ser reciclados e prefira produtos reciclados.

E, agora que encarou as suas compras com outro olhar, faça as compras e veja quanto poupou. A defesa do Ambiente é também a sua defesa.

RÓTULO ECOLÓGICO

As questões ambientais são um problema que cada vez mais inquieta os consumidores. E é por isso que as marcas têm vindo a apresentar argumentos de venda que também se reclamam desses mesmos valores: "Produtos verdes", "ecológico", "puro", "natural", "amigo do ambiente", biodegradável" e mais um sem número de semelhantes "expressões" são hoje o trivial.

Todas estas palavras não clarificadas arriscam-se a confundir ainda mais o consumidor nas suas opções de compra.

Para tornar o mercado mais transparente a UE decidiu instituir um rótulo para "Europroduto" que virá a ser atribuído ao produto que, nas diferentes fases do seu ciclo de vida, menos prejudique o Ambiente em comparação com os que cumprem a mesma função. Enquanto o rótulo ecológico não estiver generalizado desconfie das "alegadas" menções ecológicas com que a publicidade vai embalando os seus produtos.

in "Portal dos consumidores"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds