Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




calendário

Dezembro 2006

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


Pesquisar

 


A queda de um "Pinto"...

Terça-feira, 12.12.06

"Pinto da Costa recebia árbitros em casa"

 

Ao longo de cerca de 150 páginas, a ex-companheira de Pinto da Costa relata a experiência da sua vida de 29 anos, dando particular destaque aos 6 em que viveu lado a lado com o homem que conheceu quando trabalhava no Calor da Noite, bar de alterne da cidade do Porto, e que considerava como "pai" dos seus dois filhos.

 

Num relato onde não esconde a revolta com muitas coisas que agora considera erradas e injustas, Carolina traça um panorama bastante cinzento dos bastidores do futebol português, denunciando um sem-número de situações obscuras.

 

"Comparado com o que vivi e passei, o Calor da Noite, o mundo da noite e do alterne é quase como um jardim infantil povoado de inocentinhas criaturas", revela.

Entre muitos episódios curiosos, a autora dá grande destaque às incidências do célebre "Apito Dourado", garantindo que todo o processo provocou enorme agitação em Pinto da Costa. Ainda sobre o mesmo assunto, é revelado que foi o advogado Lourenço Pinto quem, na véspera da ida da Polícia Judiciária à sua casa na Madalena, avisou o amigo do que estava prestes a suceder, ajudando-o a preparar a fuga para Espanha, bem como o regresso para prestar declarações (devidamente ensaiadas) às autoridades.

Carolina adianta ainda que, caso Pinto da Costa tivesse ficado detido após o interrogatório, os membros dos Super Dragões iriam invadir o tribunal para libertar o presidente. Depois, a ideia era voltar para Espanha e esperar, serenamente, que toda a agitação acalmasse..."

Record, 08/12/2006

 

"O presidente do FC Porto quebra o silêncio e fala em exclusivo ao Correio Vidas sobre a intenção da ex-companheira de publicar alguns segredos. Sem receios, Pinto da Costa até se ofereceu para escrever o prefácio da obra."

Correio da Manhã, 02/12/2006

 

Diz-se que quem já leu o livro está absolutamente espantado. Deve ser equívoco. A senhora em causa, além de descrever cenas relacionadas com o futebol e da vida diária do Sr. Pinto da Costa, descreve ainda cenas da sua intimidade. Que tipo de pessoa é esta? Em que mundo vivemos? Qualquer pessoa normal evita expôr a sua intimidade perante a opinião pública. Tal procedimento é digno, independentemente do que se tenha passado. Provavelmente, cada um traça o seu destino em cada momento e em cada decisão. Tal como o Sr. Pinto da Costa traçou o dele ao conviver com uma pessoa que trabalhou no "Calor da Noite".

Além disso, fiquei chocado com o que ouvi na televisão. Segundo o que consta no livro, o Sr. Jorge Nuno Pinto da Costa brindou com champagne a derrota de Portugal na final do Euro 2004.

A conclusão que tiro disto tudo é que eu sou muito inocente. Cheiro a óleo Jonhson para bébe ...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por ppaparazzi às 09:23

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds