Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Twitter


calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


Pesquisar

 


Parque de lazer da Azenha ao abandono

Sexta-feira, 04.04.14

Os dirigentes do Bloco de Esquerda visitaram o parque de lazer da Azenha situado na freguesia de Arrifana, Concelho de Santa Maria da Feira.

 

O estado calamitoso em que se encontra o parque é infelizmente o espelho da gestão laranja que se tem repetido ao longo dos anos na Freguesia.

 

A sinalética a indicar a existência do parque é nula, bem como limpeza e manutenção do espaço. O parque infantil não cumpre sequer com as regras básicas de segurança e higiene. Os caixotes de lixo não são despejados e a vegetação cresce desenfreadamente. Devido à degradação a que o parque está votado os seus únicos utentes nesta altura são os batráquios.

 

Tudo isto demonstra a inércia que levou a Junta de Freguesia ao descalabro financeiro estando, neste momento, em insolvência graças ao PSD.

 

Não se fez planeamento, não se assegurou a manutenção dos equipamentos, nem sequer se procurou, em conjunto com a sociedade civil, mecanismos de potenciar e dinamizar as riquezas naturais da Freguesia.

 

Para o BE, é imperioso a requalificação do parque de lazer da Azenha e de toda a sua área envolvente. Mais e melhor qualidade de vida são determinantes para que a Freguesia de Arrifana se desenvolva de forma harmoniosa, sem assimetrias e com uma perspectiva de modernidade. A população Arrifanense merece.

Em anexo seguem algumas imagens que ilustram a referida situação

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

ATL - Julgamento

Terça-feira, 25.03.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Concessão da água em Santa Maria da Feira...

Domingo, 02.03.14

... é altamente ruinosa para os contribuintes, segundo o Tribunal de Contas

 

O Tribunal de Contas fez uma análise às PPP no setor das águas, essa análise é demolidora no que toca à concessão da água, celebrada entre a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e a empresa privada INDAQUA Feira.

 

O relatório do TC confirma aquilo que sempre foi posição do Bloco sobre esta concessão: este negócio foi um “saque” ao erário público e aos consumidores, que engorda fortemente os cofres do privado, mas ao mesmo tempo esvazia os cofres da autarquia e as carteiras dos feirenses.

 

As alterações contratuais penalizaram sempre a autarquia e os consumidores de forma grosseira. De referir que sempre que houve alterações contratuais estas resultaram no aumento do tarifário, no pagamento de compensações financeiras pagas pela Câmara à Indáqua e resultaram também na prorrogação do prazo de concessão de 35 para 50 anos. Estes resultados mostram bem que a Câmara Municipal cede sempre a todos os interesses da Indáqua e não consegue fazer valer os interesses dos feirenses.

 

Neste relatório do TC constata-se que a INDAQUA Feira chega ao cúmulo de cobrar aos consumidores uma taxa pela utilização de um contador totalizador cujo diâmetro é superior ao que seria necessário para medir os consumos realizados nas partes comuns. Tudo isto com a bênção da autarquia feirense.

 

Mais, a Indáqua quer uma compensação financeira por não estar a obter os lucros que tinha previsto inicialmente. O mais ridículo é que essa compensação está prevista no contrato. Ou seja, no fim, a Indáqua ganha sempre. Se tiver lucros fica com eles. Se não tiver tantos lucros como queria ter exige que a Câmara Municipal lhes pague uma compensação. Numa palavra: é um assalto!

 

De todas as concessões de água no País, os encargos públicos diretos no conjunto destas concessões representou um investimento público global na ordem dos 93.3 milhões de euros. Sendo o município de Santa Maria da Feira recebeu a maior fatia do bolo, no valor total de 43.5 milhões de euros.

 

Para o BE, este relatório tem uma clara leitura politica. O PSD enquanto executivo da autarquia feirense, não defendeu os interesses tanto da autarquia como dos feirenses, realizando um negócio que é um descalabro para os habitantes do Concelho. As conclusões deste relatório são evidentes, Alfredo Henriques (altura era o Presidente da Câmara) e o seu executivo lesou o interesse público de forma grosseira, revelando uma incompetência colossal.

 

Ler aqui relatório do tribunal de contas sobre a concessão em Santa Maria da Feira

 

 

Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 22:26

Piscinas com problemas

Domingo, 02.03.14

O Bloco de Esquerda teve conhecimento que na piscina da Cidade de Fiães tem havido infiltrações de águas da chuva. Em dias de chuva, chove, inclusivamente, na secretaria. Em anexo segue foto que comprova as infiltrações.Neste caso, junto a uma instalação elétrica. É notório que a segurança de utentes e trabalhadores não está salvaguardada e está em causa.

 

Este equipamento é gerido pela empresa municipal “Feira Viva, Cultura e Desporto EMM” que tem mostrado uma total falta de cumprimento das suas obrigações, como as da manutenção dos equipamentos por ela gerida.

 

Para além do problema de infiltrações nas piscinas de Fiães, o BE teve também a informação que as luzes de emergência estão avariadas nas piscinas das Cidades de Lourosa e Santa Maria da Feira. Mais uma vez, falta de manutenção dos equipamentos geridos pela Feira Viva.

 

Esta empresa municipal tem um orçamento situado muito perto dos 5 milhões de euros, mas no entanto tem uma gestão muito displicente e de um amadorismo latente.

 

O BE sabe que os trabalhadores desta empresa Municipal nos últimos anos, nem sequer médico de trabalho têm, o que é uma grosseira violação da lei e um desrespeito enorme pelos trabalhadores. O BE irá de imediato apresentar queixa na Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT).

 

O BE, também teve conhecimento a empresa “Feira Viva, Cultura e Desporto EMM”, que gere o Zoo de Lourosa - Parque Ornitológico de Lourosa, nos últimos anos nem fardas tem fornecido aos trabalhadores.

 

O BE relembra que o presidente do conselho de administração desta empresa, é nem mais nem menos que o presidente da Câmara de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa. Se deve assumir as responsabilidades políticas da decisão de ter dado à Feira Viva a gestão destes equipamentos (o que se tem provado errado), deve ainda assumir a displicência na gestão feita pela Feira Viva. É, por isso, duplamente responsável por esta falta de gestão e de manutenção que levam à deterioração dos equipamentos municipais. O deputado municipal do BE Moisés Ferreira, enviou hoje mesmo à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, um requerimento a exigir explicações. Ler aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 22:23

BE preocupado com falta de condições na EB1/JI do Cavaco

Sexta-feira, 14.02.14

Ao que o Bloco de Esquerda apurou, na EB1/JI do Cavaco, Concelho de Santa Maria da Feira, estão a funcionar várias turmas em salas que estão situadas no sótão do edifício. Para além desta situação existe ainda uma turma a ter aulas em contentor.

 

No caso das turmas a frequentar aulas no sótão do edifício, há a salientar o difícil acesso a esta sala, assim como a impossibilidade de fuga no caso de incêndio ou de outra situação que exija evacuação. Esta situação é verdadeiramente preocupante, uma vez que existindo apenas uma escadaria de acesso, a segurança de alunos, professores e auxiliares de educação estão colocados em risco.

 

Lembra-se que uma das turmas que tem aulas naquele sótão é constituída por alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE).

 

No caso da turma a frequentar aulas em contentor, o Bloco de Esquerda sabe que a limpeza dos equipamentos de ar condicionado que fazem parte da sala modular é bastante deficitária, uma vez que a sua manutenção não é feita dentro dos prazos devidos. Relembramos que a falta de manutenção de equipamentos de ar condicionado pode trazer problemas de saúde.

 

Existem ainda outras situações nesta escola que não parecem proporcionar a qualidade de ensino que se deseja aos alunos do nosso concelho: a escola está equipada com um parque infantil que há vários anos está inutilizado por falta de manutenção.

 

O acesso à cantina nesta escola é totalmente despropositado porque, em dias chuvosos, as crianças têm que percorrer o pátio quase todo, sem ter abrigo para se protegerem da chuva.

 

O Bloco quer que estas situações de que tomou conhecimento sejam resolvidas imediatamente, de forma a deixar de colocar em risco segurança e saúde de crianças e profissionais de educação, e de forma a garantir a melhor educação e condições de aprendizagem aos alunos que frequentam esta escola.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 18:09

Fim de JFA

Quarta-feira, 05.02.14

A Junta de Freguesia de Arrifana Caiu

A oposição reprovou executivo

 

Foi esta noite, pelas 21h, a última asembleia de freguesia de Arrifana. Segundo informação da rádio Águia Azul o PSD renunciou em bloco ao mandato, sendo que Delfim Silva dissolveu a assembleia. 

FIM

 

Arrifana vai para eleições, depois de vários meses de negociação sem qualquer resultado. Antero Resende da CDU diz mesmo que há feridas por cicatrizar entre o PSD e elementos da lista independente - UPA. Finalizamos esta história com lamúria para os arrifanenses, não se formou Junta porque a UPA pediu o lugar de secretário, sendo o menos votado. PSD nunca cediu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chove em sala de aula na escola EB 2,3 de Arrifana(concelho de Santa Maria da Feira

Quarta-feira, 05.02.14

O Bloco de Esquerda teve conhecimento que na passada sexta-feira dia 31 de janeiro, na escola EB 2,3 de Arrifana (sede do agrupamento de Escolas de Arrifana, concelho de Santa Maria da Feira), começou a chover dentro de uma das salas de aula, onde os alunos têm a disciplina de ciências. Esta situação é estranha e mais estranha continuou, já que a sala continuou a ser utilizada, mesmo com a água a cair.

Após o fim-de-semana, não existiu qualquer intervenção na sala para a resolução do problema. Assim, continuam os professores a terem de dar as aulas na mesma sala e os alunos a tentarem escapar aos pingos da chuva.

Esta é uma situação que merece uma rápida atenção, em defesa do interesse de toda a comunidade escolar, pelo que deve ser resolvida com celeridade.

Face a esta situação anormal, o líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares questionou o Ministério da Educação e Ciência. ler aqui a pergunta

 

Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 17:48

Faltam Enfermeiros no Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga

Terça-feira, 04.02.14

O BE teve conhecimento que a Ordem dos Enfermeiros (OE) alertou para riscos de segurança nos cuidados de enfermagem no Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga. Segundo a OE, a “escassez de profissionais de enfermagem no Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga, e o excesso de horas de trabalho a que são obrigados, coloca em risco a qualidade e segurança dos cuidados prestados”.

Esta situação decorre de um “recurso sistemático a horas extraordinárias (…) utilizado para colmatar as necessidades dos serviços em cuidados de enfermagem”, afirmando “a exaustão das equipas de enfermagem é notória”. A OE teme que “este estado de exaustão terá a curto prazo reflexos na qualidade e segurança dos cuidados de enfermagem prestados”.

Esta denúncia decorreu de uma visita do Bastonário da OE à unidade de Santa Maria da Feira daquele Centro Hospitalar, onde terá sido informado que têm sido “gastos mensalmente oito mil horas de trabalho extraordinário com enfermeiros”. Para além do número exagerado de horas extraordinárias, existirá ainda um elevado número de horas em débito a estes profissionais.

Segundo a OE, o Conselho de Administração “já solicitou a contratação de enfermeiros para responder às necessidades identificadas, estando o processo neste momento dependente de autorização da tutela”. Assim, são 48 os profissionais de enfermagem em falta. Aliás, terão considerado os responsáveis hospitalares que as necessidades permanentes não devem ser colmatadas com trabalho extraordinário. É indicado ainda que o motivo para o atraso se prende com o facto do Ministério das Finanças não ter desbloqueado a contratação destes profissionais.

Para o Bloco de Esquerda, esta situação demonstra o resultado das restrições financeiras no funcionamento do Serviço Nacional de Saúde. A política de austeridade está a atacar os serviços e os seus profissionais e a colocar em causa a segurança dos utentes. Esta denúncia da OE não pode cair em saco roto e deve merecer toda a atenção do Ministério da Saúde. Para o Bloco de Esquerda, é claro que a contratação dos profissionais de enfermagem deve merecer toda a urgência.

Esta situação pode colocar em risco a qualidade do atendimento dos utentes neste centro hospitalar. O líder parlamentar do BE Pedro Filipe Soares questionou hoje mesmo os ministérios da Saúde e das Finanças, já que esta situação pode colocar em risco a qualidade do atendimento dos utentes neste centro hospitalar. Ler aqui as perguntas. Pergunta ao Ministério da Saúde – Pergunta ao Ministério das Finanças

Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 20:14

Atenção JFA em delírio

Segunda-feira, 03.02.14


O CORREIO DA MANHÃ fala assim:


"É uma situação dramática e frustrante, porque existe dinheiro, mas não podemos pagar os salários dos funcionários, que vivem momentos difíceis", explicou ao CM Delfim Silva.


 "Só o PND aceitou. O eleito pelo UPA queria ser secretário, mas com funções de presidente, no que diz respeito à gestão da junta, algo impensável", lamenta o autarca. 



"Com a demissão em bloco do PSD terão de ser marcadas novas eleições. Até lá, será nomeada uma comissão de gestão, mas a dívida de 39 mil euros a uma empresa de construção civil, que transitou para a Segurança Social, deverá ser executada nos próximos dias, por falta de pagamento das prestações."


O TERRAS DA FEIRA anuncia algo para breve:


"Delfim Silva remete para breve decisão de renúncia em bloco do PSD"


"A constituição de uma comissão “ad hoc” poderá ser a chave para assegurar a gestão corrente da Junta de Arrifana até à nomeação de uma comissão administrativa, que só deverá surgir em cena após a renúncia em bloco do PSD, que Delfim Silva, presidente da Junta, admite estar para breve."




"Renúncia colectiva na Junta de Arrifana"

"Acrescentou que se seguirá a renúncia colectiva aos mandatos por parte de todos os eleitos."




"O presidente eleito da Junta de Arrifana, em Santa Maria da Feira, Delfim Silva (PSD), disse, esta quinta-feira, que "herdou" a autarquia sem dinheiro para pagar os salários dos 12 funcionários."


Muito mais haveria para mostrar mas chega para percebermos que Delfim Silva está com dificuldades em assumir que falhou.


O partido socialista defende-se como pode, a UPA desfaz-se em explicações, o CDS arrumou-se de cena e o PND desfila para a fotografia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Administração às 21:34

Festa das Fogaceiras 2014

Segunda-feira, 20.01.14


Mais um voto a S. Sebastião cumprido

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Administração às 22:37


Comentários recentes

  • Anónimo

    Este paraquedista so falou da zona de lazer de Aze...

  • Anónimo

    APOIADO NO QUE AFIRMASMUITO OBRIGADO

  • Anónimo

    Acham que esse candidato deveria ter ganho? Para u...

  • Anónimo

    TU DEVES SER MAIS QUE PARVO, OU TENS UM RABO MUITO...

  • Anónimo

    comentário do dia das eleições, só falta o padre d...

  • Gertrudes Pinheiro

    Olá Kaskaedeskaska a Banana!Alguém me sabe dizer q...

  • Anónimo

    Os ratos fugiram. Vão ter que mentir e depois resp...

  • Anónimo

    vai haver festa

  • Anónimo

    Fiquei CHOCADA com a falta de informação deste com...

  • Anónimo

    Tudo seria fácil se o senhor Delfim Silva tivesse ...






subscrever feeds